Grávida é acusada de matar comerciante de Malhador

0

Maria Sônia ficará detida numa delegacia de Aracaju
Maria Sônia de Melo, 32 anos, grávida de oito meses é acusada de ser a mandante do assassinato da comerciante da cidade de Malhador Jaqueline Souza Mecena, 28 anos. O crime ocorreu na manhã de segunda-feira, 22, numa estrada de terra do povoado Pé do Veado, em Itabaiana. Sônia nunca teve passagem pela polícia. Ela está presa numa delegacia da capital onde aguardará julgamento. Também encontra-se detido Ronaldo Mota dos Santos, 26 anos, que teria sido contratado por ela para cometer o crime.

Na manhã desta quarta-feira, 24, ela foi apresentada à imprensa pela polícia. Na ocasião, quando questionada pelos jornalistas, ela apenas se limitou a dizer que era inocente. De acordo com o delegado de Itabaiana Marcelo Hercus, responsável pelo caso, os dois acusados não querem colaborar. “O crime está parcialmente desvendado. O que está dificultando nosso trabalho é que os dois se negam a colaborar”, declarou.
Ele afirmou que se comprometeu que, caso eles colaborassem assumindo a autoria do crime poderiam responder em liberdade. “Disse que assumiria o compromisso e pediria à Justiça para que ficassem em liberdade. Perderiamos de um lado, mas ganhariamos do outro”, ressalta o delegado.

Delegado Marcelo Hercus acredita que o caso está 80% elucidado
Versões

Segundo Hercus, as versões contadas até então não merecem crédito. Maria Sônia diz que o executor, Ronaldo Mota, tinha um débito com ela no mesmo valor do que ela devia a vítima, R$ 3.700,00. E aí combinaram de atrair a vítima para que ele repassasse o dinheiro para que ela quitasse a dívida. Chegando ao local combinado, ele mudou de plano e resolveu seqüestrá-las. No meio do caminho ele liberou Maria Sônia por conta da sua gravidez e prosseguiu com Jaqueline até o local onde seu corpo foi encontrado. “Depois disso que ela relatou, ela foi ao supermercado, não procurou a polícia”, declarou o delegado.

O delegado conta ainda que no supermercado ela procurou uma pessoa para mentir e dizer que tinha emprestado a ela a quantia para pagar à Jaqueline. A pessoa chegou a procurar a polícia, mas durante o interrogatório contou que Sônia teria pedido que mentisse sobre o empréstimo, que nunca ocorreu. Diante desses indícios de uma suposta “farsa”, Sônia foi presa em flagrante.

Veículo encontrado

O carro da vítima foi encontrado na manhã desta quarta-feira, 24, por policiais da cidade de Carira. O veículo, um Toyota Corolla, cor azul, placa HAR 05-31 de Malhador, foi encontrado em uma estrada de difícil acesso próximo a um posto desativado da Polícia Rodoviária Federal. O veículo estava completamente carbonizado, sendo identificado pela placa. A polícia ainda falta localizar a arma do crime e uma terceira pessoa que teria participado.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais