Guardas municipais fazem protesto na PMA

0
Ato dos guardas na porta da PMA (Foto enviada pelo Sigma)

Os guardas municipais da Prefeitura de Aracaju realizaram mais um ato de protesto na porta do Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos, no bairro Capucho. Os manifestantes foram recepcionados pelo secretário da Defesa Social e Cidadania, Luís Fernando de Almeida. Apesar do encontro, os guardas municipais não estão satisfeitos com o tratamento que estão recebendo do prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B).

De acordo com o presidente do Sindicato dos Guardas Municipais de Aracaju (Sigma), Eder Rodrigues, as progressões previstas em lei estão atrasadas há mais de um ano e os agentes auxiliares estão tendo redução de salários em consequência dos novos critérios adotados pelo município para efeitos de cálculos de horas extras, além dos constantes atrasos do pagamento do auxílio alimentação e das precárias condições de trabalho.

O secretário Luís Fernando informou que estas demandas serão atendidas, mas todos os procedimentos vão depender da reação da prefeitura à crise econômica. “A crise atinge a todos, temos que ter paciência”, enaltece Luís Fernando. Ele informou que o auxílio alimentação será regularizado a partir da segunda quinzena deste mês e que a frota será renovada em fevereiro, com a locação de veículos em bom estado de conservação. As demais demandas serão analisadas e atendidas de acordo com a recuperação da arrecadação, segundo o secretário.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais