Hoje é Dia do Amigo

0

Estipularam, não sei a razão, o Dia do Amigo, configurando 20 de julho, para tal mister. Esqueceram que amigo não tem data, deve ser incondicional, irrestrito, total, confiável, íntegro e até íntimo, sem peias e sem limites, as raias do absoluto. Justifica-se tudo isso pois, se Jesus pontuou na sua passagem, “amar os inimigos”, implícito está que, amigo merece consideração infinita, despojada, sincera, honesta, aberta, transparente, sem horários, diuturna. Com os fortes defendendo sempre os fracos; com os poderosos, ajudando os que mourejam nas dificuldades; com os superiores, descendo do pedestal, pois amigo é para se olhar no mesmo nível, sempre igual; com os colegas, sendo ouvidos pacientes, ombro disponível, paciência ilimitada, personalidade e caráter irretocáveis. Enfim, saber no extremo: chamar a atenção, sem nunca magoar; discordar – pois todo radicalismo é imbecil -, com elegância e fidalguia; encarar o problema do outro, orientando, sem mostrar superioridade; e até ser rígido, evitando danos maiores, todavia sem nunca humilhar. É muito difícil seguir o roteiro acima, como é mais fácil conquistar novos amigos do que manter os velhos. A sensibilidade humana cria reações, interferências e muros, pois ser amigo é renunciar, anuir, abrir mão, acatar, otimizar conceitos, banir preconceitos e até sublimar, razão porque, até entre familiares, ser amigo é uma conquista diária, diante da belicosidade que se potencializa, na direção ambiciosa que se bifurca entre o ser e o ter, opção trabalhosa que requer um certo grau de espiritualização na seletividade. No mais, ser amigo, é uma faina que deve ser exercitada constantemente, pois a sinceridade as vezes machuca e o amigo tem que ser sincero sem machucar. Pois amigo é amigo!!! Por Luduvice José Envie cartões especiais do canal ENCONTROS SERGIPE aos seus amigos.

Comentários