Homem é preso com cerca de 5 kg de drogas

0

A droga estava dentro de uma caixa no bagageiro do ônibus
Homem é preso no momento em que tentava entrar em Aracaju com aproximadamente cinco quilos de pasta base de cocaína utilizada para a fabricação do crack. Policiais do Departamento de Narcóticos realizaram a prisão do acusado, identificado como Antônio Marcos da Mota, vulgo Pimba, na entrada da cidade de Cristinápolis.

Esquema

De acordo com a coordenadora do Denarc, a delegada Aliete  Melo, um presidiário identificado como Antônio Carlos da Mota, vulgo Bigode de Ouro era quem coordenava o tráfico dessa droga. “Tivemos a informação de que ele ainda agia de dentro do Presídio de Nossa Senhora da Glória, com isso começamos as investigações que duraram cerca de dois meses.”, explica Alite

Pimba(à esquerda) e Bigode de Ouro estão presos
A delegada ainda esclareceu que Bigode de ouro teria contratado Pimpa para buscar a droga no Estado de São Paulo. “ Pimba foi contratado através dos contatos de Bigode de Ouro e iria receber  cerca de  mil e quinhentos reais pelo serviço”, relata.

Prisão

Aliete relatou ainda que a polícia teve a informação da chegada da droga e organizou a captura ainda dentro do ônibus que vinha de São Paulo. “Não sabíamos quem estava trazendo a droga, mais sabíamos que ela viria dentro do ônibus. Então com a ajuda dos cães a droga foi encontrada no bagageiro do ônibus, dentro de uma caixa. Em seguida olhamos o número da etiqueta de controle e identificamos o dono”, esclarece.

Presos

Delegada diz que a investigação durou cerca de dois meses
Segundo a coordenadora do Denarc, Antônio Carlos da Mota foi transferido pára o Presídio do Santa Maria. “ Ele já foi preso três vezes e a última prisão aconteceu em 2007. Então por medida de segurança optamos em fazer a transferência dele para outro presídio”, explica

Aliete ainda informou que Pimba tem passagem pela polícia por lesões corporais, onde foi condenado e presta serviços comunitários. “Encaminhamos o Pimba para a Delegacia Plantonista, onde está a disposição da Justiça. Esse será o quarto processo de Bigode de Ouro por tráfico de drogas, podendo pegar mais 15 anos de cadeia”, finaliza a delegada Aliete Melo.

Comentários