Hotel Palace de Aracaju: um assunto esquecido

0

O assunto voltou a cair na pauta do esquecimento, mas certamente voltará à tona quando uma tragédia ocorrer ou algum acidente perigoso. Trata-se da recuperação de prédios históricos, que, sai governo, entra governo, não se toma uma providência para reintegrá-los à vida econômica do Estado. O prédio do antigo Hotel Palace de Aracaju, que, na verdade, pertence a Emsetur, precisa ser recuperado – tão imediatamente quanto possível – para evitar a sua demolição. Na última avaliação, dizia-se que a reforma custaria aos cofres públicos algo em torno de R$ 25 milhões. Esse dinheiro a Emsetur absolutamente não tem e o Estado não se interessa em desembolsar para consertá-lo. Sugeriram até transformá-lo em prédio de apartamento para os sem-teto. Deveria ter sido escola para o Sesc ou hospital para alguma entidade. O certo é que o prédio continua do mesmo jeito que antes. Está, literalmente, caindo aos pedaços. Uma parte da marquise chegou a cair, o restante teve que ser derrubado. O Ministério Público já se meteu na história, mas até agora não se fez nada.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais