Humilhação foi motivo para matar padrasto

0

Jullian disse que matou porque era humilhado pelo padrasto (Foto: Polícia Civil)
Humilhação. Esta pode ter sido a motivação do crime do enteado de apenas 23 anos que matou o padrasto de 55. O crime ocorreu na tarde da última quarta-feira, 15. Durante depoimento na Delegacia de Boquim, ao delegado Dernival Eloi, o acusado confessou o crime e alegou que era constantemente humilhado pelo agricultor.

O delegado diz que José Jullian não mostra arrependimento pelo crime. A equipe do Portal Infonet teve acesso ao depoimento do acusado. Em um dos trechos, Jullian relata tranquilamente que no momento do crime não tinha feito uso de droga e que tinha raiva do padrasto.

“Ele [padrasto] me humilhava muito e me maltratava; escondia até o açúcar para eu não comer. Me chamava de negro, dizia que eu era filho de doido. Chegou uma hora que não aguentei mais. Nunca pensei em fazer isso na minha vida, “muita coisa na minha cabeça””, relata.

O acusado não soube informar quantos golpes de facão deu no agricultor, mas reconheceu o crime. “Assumo meu erro, agora vou pagar pelo que fiz”, confessa.

Veja abaixo trechos do depoimento do acusado (Créditos: Polícia Civil)

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais