Ibama retira urubus da lixeira da Terra Dura

0

A partir de segunda-feira, dia 26, o Ibama em Sergipe inicia o projeto “Monitoramento das Aves na Lixeira de Aracaju”, que tem como objetivo principal retirar os urubus da Lixeira da Terra Dura. Segundo o órgão, os animais constituem-se em grave ameaça à segurança do tráfego aéreo por voarem nas proximidades do aeroporto e, conseqüentemente, haver risco concreto de colisão com os aviões. Os trabalhos, que prosseguem até o dia 30 de abril, serão coordenados por duas técnicas do Centro de Pesquisa para Conservação das Aves Silvestres – Cemave -, órgão do Ibama sediado em João Pessoa (PB), referência nacional nessa área. Na primeira fase do projeto, foi feito um diagnóstico da situação na lixeira. Agora, serão efetivadas a captura e translocação de urubus. Com base em critérios técnicos, foi delimitada a distância de 100 Km a oeste para a soltura dos animais, o que impossibilita seu retorno à lixeira. Os urubus serão identificados com anilhas metálicas e marcadores alares – do tipo brinco de gado – para que, posteriormente, haja um acompanhamento de sua movimentação. Essa atividade de identificação vai acontecer no Zoológico do Parque da Cidade, para onde serão momentaneamente transferidas as aves capturadas. Segundo a analista ambiental Gláucia Bispo, coordenadora do Núcleo de Fauna do Ibama em Sergipe, a operação atende aos termos do convênio firmado entre a Infraero e a Emsurb, com participação do Ibama e do Governo do Estado, através da Adema. Todos esses órgãos estarão representados na equipe de trabalho na lixeira, agregando-se ao pessoal da Vigilância Sanitária Estadual, do criadouro Sítio Parque dos Falcões e a dois pesquisadores da Universidade Federal de Sergipe. A iniciativa atende também ao Termo de Audiência assinado em julho passado, para recuperação emergencial da Lixeira da Terra Dura, em que coube ao Ibama justamente o monitoramento das aves.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais