Ibama tem 60 dias para elaborar projeto sobre comunidade de Pirambu

0

Comunidade lotou auditório do Ibama
O Incra pediu mais um prazo para elaborar projeto para a legalização de um antigo assentamento na comunidade Santa Isabel, região da cidade de Pirambu. Os mais de 50 moradores do lugar compareceram à sede do Ibama/SE nesta quinta, 11, e decidiram dar mais 60 dias para o planejamento que deverá ser encaminhado à Adema.

Em uma rápida assembléia, alguns deles chegaram a comentar que o pedido de mais dois meses para conclusão do projeto deveria ser rejeitado, já que é a segunda vez que o Incra pede prazo à comunidade. “Vamos aceitar, mas dessa vez vamos exigir documento”, disse um dos dirigentes, Félix Santos.

Douglas Souza, do Ibama
Já o chefe do setor de desenvolvimento do Incra, Douglas Souza, explicou a complexidade da elaboração do documento. “É um assentamento antigo, criado em projeto agroextrativista, e ele está inserido em uma área de proteção ambiental, então é preciso formatar um plano que garanta a sustentabilidade dessas famílias respeitando as leis”, justificou o atraso.

Ao término da reunião, a comunidade retornou à Pirambu com a promessa de que, em dois meses, o projeto será enviado à Adema, para que este último órgão se pronuncie acerca do problema. Os dirigentes Félix e José Roberto esclareceram ao representante do Incra que se o prazo não for cumprido eles recorrerão ao Ministério Público estadual (MPE) e vão começar a obra por conta própria.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais