Igreja: missionário teria sido expulso por bandidos

0

A Igreja foi arrombada duas vezes Foto: Portal Infonet
O clima de insegurança e medo dos moradores do bairro Coqueiral atinge os fiéis da Igreja Católica Nossa Senhora de Guadalupe. De acordo com uma freqüentadora da igreja que por medo de represarias prefere não ser identificada o furto do último sábado de aleluia, 3, não foi a única ocorrência.

Com medo a mulher conta que um missionário que atuava na igreja foi ameaçado de morte e expulso por bandidos. “A gente não pode falar nada aqui porque os bandidos aterrorizam a comunidade”, diz a mulher salientando que nas proximidades da igreja a polícia realiza diligências diariamente.

Segundo a mulher, no ano passado bandidos também invadiram a igreja e furtaram vários produtos. “Até hoje nada foi encontrado, dessa vez eles levaram alguns produtos de um bingo que a gente iria fazer para ajudar nas despesas da igreja”, lembra. O furto da igreja está sendo investigado por policiais da 3ª Delegacia Metropolitana, mas até o

Tenete diz que a população conta com a atuação da polícia
momento ninguém foi preso.

Quanto à insegurança vivida por moradores, o tenente Genilson responsável pela 2ª Companhia do 8º Batalhão garantiu que o policiamento ostensivo é feito 24 horas e que além do policiamento do batalhão que fica no Porto Dantas os moradores do Coqueiral contam com os postos policiais dos conjuntos Japaozinho, Lamarão e Soledade que atuam cada um com efetivo de quatro policiais militares por turno.

O tenente lembra que é importante que a população denuncie os casos de agressão e crimes através do 190. “Quando a população liga para o 190 a viatura mais próxima é deslocada rapidamente para atender a ocorrência”, afirma.

Por Kátia Susanna

Comentários