Iluminação de Natal: Energisa dá dicas de segurança e economia

0
Enfeites natalinos podem causar acidentes, além de desperdício de energia (Foto: Energisa)

Dezembro é a época mais iluminada do ano. Com a proximidade das festas, os enfeites de Natal invadem residências, empresas e o comércio, de modo geral. Todas as luzes que compõem os elementos da decoração requerem cuidado especial no que se refere à ligação elétrica, até para que o encanto da data não perca o seu brilho.

Quando não instalada e utilizada de forma correta, a iluminação pode oferecer riscos, já que a maior parte dos acidentes com eletricidade acontece por falta de informação, atenção ou pelo uso inadequado de materiais e ferramentas. Aliado a isso, também é importante estar atento aos impactos do consumo de energia dessa decoração na conta de luz.

Para evitar acidentes e o desperdício de energia, a concessionária orienta como fazer a instalação da iluminação de Natal corretamente. O primeiro passo é escolher produtos de boa qualidade com certificação do Inmetro, visto que os artigos dispõem nas embalagens todas as informações de segurança como indicações de potência, referência de tensão e instruções de uso. Outra consideração de extrema relevância é que os equipamentos elétricos não fiquem próximos de materiais inflamáveis como papel, papelão, tecido, isopor, madeira ou plástico.  

O gerente de Saúde e Segurança da Energisa, André Luiz Pereira, ressalta atenção à possível existência de fios desencapados, com a parte metálica aparente, já que a capa de proteção evita choques e fuga da corrente de energia. André esclarece também a necessidade de verificação da compatibilidade do enfeite com a capacidade de carga das instalações elétricas do imóvel, para evitar a sobrecarga e/ ou aumento do consumo de energia. “Se a ideia é aproveitar os enfeites comprados em anos anteriores, o alerta é para que se verifique se há fios ressecados, descascados ou rompidos. Caso haja, deverá descartá-los e adquirir novos”, orienta. 

Outra questão importante é evitar colocar vários equipamentos em uma mesma tomada, fazendo uso de ‘T’, pois pode haver sobrecarga de energia ou aquecimento. André reforça ainda, os principais sinais que podem ser observados quando há sobrecarga das instalações. “O primeiro é o aquecimento da fiação, tomadas, pinos e conexões e, o segundo, o cheiro característico de plástico queimando. Ao perceber qualquer um desses sinais, o consumidor deve desligar imediatamente os equipamentos das tomadas e chamar um profissional capacitado para fazer uma verificação detalhada nas instalações”, explica. 

As orientações de segurança na instalação de adereços luminosos se aplicam também para áreas externas. “As luzes devem ser instaladas de modo que não haja possibilidade de contato das pessoas com a fiação elétrica, pois estando sob os efeitos da chuva, do sol e do vento, pode haver um desgaste dos fios aumentando os riscos de acidentes. Vale lembrar que o serviço deve ser sempre executado por profissionais capacitados e que nenhuma instalação deve ser feita próxima da rede de energia”, ressalta André. 

Em relação aos pisca-piscas, a sugestão é investir naqueles com lâmpadas de LED, mais econômicas, eficientes, duráveis e, por isso, ecologicamente corretas.  

Principais dicas para que sua decoração brilhe sem riscos neste natal: 

Para não ocorrer sobrecarga de energia caso a quantidade de enfeites seja grande, busque a orientação de um eletricista, que vai calcular o que pode ou não ser ligado. 

Muitas árvores de Natal são feitas de arame, e por ser altamente condutor de energia, esse material deve estar bem isolado para impedir energização acidental. 

Fios desencapados podem provocar choques, curtos-circuitos e até incêndios. Passar fios por baixo de tapetes ou por trás de cortinas aumenta o risco de acidentes. 

O conjunto da tomada de energia deve ser desligado ao substituir lâmpadas. Nunca execute esse procedimento puxando a tomada pela fiação. 

Não se deve deixar que crianças brinquem ou fiquem muito próximas dos enfeites com instalações elétricas. E sempre que sair de casa, desligue tudo da tomada para contribuir para redução do valor da conta de energia e evitar acidentes. 

Não manuseie as luzes e enfeites com as mãos ou os pés molhados

Sobre a Energisa    

Com 115 anos de história, o Grupo Energisa é o 5º maior em distribuição de energia elétrica. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. Com receita líquida anual de R$ 16,9 bilhões (ano 2019), o Grupo atende a 7,8 milhões de clientes (o que representa uma população atendida de aproximadamente 20 milhões de pessoas) em 862 municípios de todas as regiões do Brasil, além de gerar cerca de 20,5 mil empregos diretos e indiretos. 

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, geração, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de Call Center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora) e soluções em energias renováveis (Alsol).

Fonte: Energisa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais