Iminência de greve na UFS

0

Mais uma greve bate à porta das universidades federais. Em assembléia realizada no dia 02/05 pela ADUFS – Associação dos Docentes da Universidade Federal de Sergipe – os professores desta instituição acataram a paralisação das atividades no dia 04, que vai servir de termômetro para uma possível greve por tempo indeterminado a ser deflagrada a partir do dia 10.

O movimento começa a ganhar corpo após adesão de 15 universidades em todo o país. A reivindicação é a mesma das greves anteriores: reposição salarial. De acordo com os sindicatos, a perda salarial de seis anos sem reajuste chega a 64%. O DCE – Diretório Central dos Estudantes – demonstra cautela. Somente após a análise do dia de paralisação é que vai ser realizada assembléia geral com os estudantes para discutir a adesão ao movimento.

A reitoria não tem posição sobre o assunto e aguarda a decisão das classes. A adesão ou não à greve será definida numa nova assembléia dos professores no dia 10, depois da reunião dos Servidores Públicos Federais, que acontece no início da semana, em Brasília.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais