Indústria supera estagnação

0

A indústria brasileira superou a estagnação do início do ano e voltou a acelerar no final do semestre, garantindo expansão acumulada de 5% até a metade do ano, ante igual período de 2004. Em junho, houve aumento de 1,6% até maio e de 6,3% na comparação com o mesmo mês do ano passado, no melhor resultado mensal de 2005, puxado pelas exportações e pela expansão do crédito pessoal.

A produção de bens de capital, um termômetros dos investimentos, também elevou o ritmo de crescimento, em mês em que a expansão da atividade foi “generalizada” na avaliação do coordenador de indústria do IBGE, Sílvio Sales. Os dados de junho sinalizam que a indústria está em fase de evolução da produção. Um claro destaque são os bens duráveis, que se apropriam dos dois fatores que têm impulsionado a economia: as exportações e o crédito pessoal.

 

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais