Insatisfeitos com descaso, moradores bloqueiam BR 101

0

Moradores do Povoado Aningas, em São Cristóvão bloqueiam BR 101 (Fotos: Portal Infonet)

A comunidade cobra melhorias no povoado

coordenador estadual do MST/SE, René Tavares

Problemas na comunidade revolta moradores

A manhã desta segunda-feira, 10, foi marcada por protestos na BR 101, no trecho do Povoado Aningas, em São Cristóvão, município distante 26 km de Aracaju. Com pneus queimados, os moradores e integrantes do Movimento Sem Terra (MST/SE) bloquearam a BR no sentido São Cristóvão/Aracaju. A instalação de rede elétrica e esgoto, além da criação de uma passarela na via e infraestrutura estão entre as reivindicações da comunidade.

De acordo com o residente do povoado, o coordenador estadual do MST/SE, René Tavares, 50 anos, há cerca de dois anos os moradores fizeram um ofício cobrando aos órgãos competentes à instalação de serviços a comunidade, porém até o momento não obtiveram um retorno.

“Estamos esquecidos pelo poder municipal, estadual e federal. Moro aqui há sete anos e nunca vi mudança alguma. Entra ano e sai ano e a situação é a mesma. Nós já protocolamos um ofício para uma extensão de rede de energia e água, mas até agora não tivemos um retorno. Usamos energia aqui no gato”, relata.

Ainda segundo René, os problemas não param por aí. A comunidade quer a criação de uma passarela para reduzir os números de acidentes na localidade, bem como garantir a segurança dos estudantes durante a travessia. “O colégio é do outro lado da BR, um perigo aos estudantes que tem que estão atravessando essa pista perigosa aí todos os dias. A gente pode perder um filho a qualquer momento", disse.

Criação de retorno na BR

Os moradores cobram ainda à criação de um retorno na BR nas proximidades da fazenda Aroeira. “Queremos um retorno aqui próximo. Hoje para fazer um desvio temos que ir 3,5 km após o Posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Isso vai facilitar e muito a vida da população de 5 mil moradores do povoado”.

Minutos após o início do protesto, duas viaturas da PRF/SE estiveram no local. Para evitar que o ato continuasse gerando transtornos aos motoristas, o trânsito foi liberado em meia pista até o fim do movimento.

Prefeitura de São Cristóvão

Em entrevista ao Portal Infonet, o assessor de comunicação do município de São Cristóvão, Elton Coelho, informou que o calçamento está dentro dos projetos da prefeitura. O mesmo informou ainda que a atual gestão já está buscando parcerias com o Governo do Estado e Governo Federal para resolver os problemas levantados na reportagem. “Vamos começar a buscar recurso, até os 4 anos da atual gestão”, garante Elton.

DNIT

De acordo com a assessor de comunicação do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Carlos Sarmento, “já existe um retorno que atende a localidade. Ele está situado a 3km do povoado. Um motorista que trafega com o seu carro a 60km leva cerca de 3 minutos para ir e voltar”, disse Sarmento.

Sobre uma possível instalação de uma passarela na BR, o engenheiro do DNIT, Christian Matos, informou que no momento existem cerca de 16 projetos já desenvolvidos para a ciração de passarelas em BR's que cortam o Estado. Christian informou ainda que nas imdediações do Povoado Anintas não existe nenhum projeto. “A população deve fazer um ofício e encaminhar a direção do DNIT para que o órgão possa estudar a possibilidade”, relata.

Por Leonardo Dias e Kátia Susanna

Comentários