Internauta denuncia imprudência de carroceiro na Avenida Tancredo Neves

0

Condutor flagrou carroceiro em momento de imprudência no trânsito (Foto: Internauta)
O internauta Jorge Pereira enviou ao Portal Infonet o flagra de mais uma imprudência cometida por um carroceiro no trânsito da capital. Desta vez o registro foi feito na Avenida Tancredo Neves, uma das mais movimentadas da cidade. Segundo Pereira, além de trafegar pela contramão o carroceiro ainda atravessou o local passando pela ciclovia.

O internauta questionou na denúncia enviada à redação se a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) fiscaliza as carroças e qual a punição para os que descumprem a legislação. Isso porque desde 2007 uma Lei Municipal passou a regulamentar esse tipo de veículo, cadastrando os carroceiros, emplacando as carroças e marcando os animais utilizados para transporte de carga. A medida visa organizar o trânsito.

SMTT cadastra os carroceiros e emplaca as carroças (Foto: Arquivo Infonet)
Atualmente, de acordo com a SMTT, há 810 carroceiros cadastrados, mas há cerca de 500 que ainda não se adequaram à legislação. A recomendação aos agentes é fiscalizar e orientar os carroceiros que cometerem quaisquer irregularidades. 

O Código Brasileiro de Trânsito transfere aos municípios a penalização dos carroceiros que descumprirem a legislação. A SMTT, no entanto, ainda não definiu qual o valor da multa, embora já haja um estudo nesse sentido, principalmente com a idéia de trazer a experiência da cidade alagoana de Arapiraca. Enquanto isso, os condutores que flagrarem qualquer ato em desacordo com a lei devem anotar o número da placa da carroça e ligar para a Ouvidoria do órgão, através do telefone (79) 3238-4646.

A Superintendência pretende continuar desenvolvendo em 2011 o curso de capacitação para os carroceiros que ainda não estão em situação regular. Atualmente há equipes do órgão visitando os locais de trabalho e cadastrando esses trabalhadores para participarem do treinamento. As turmas são divididas em grupos de 30.

Comentários