Internauta opina e comenta

0

O Portal Infonet divulga as opiniões e comentários dos leitores sobre alguns dos assuntos que repercutiram nos últimos dias. Para contribuir com as discussões, basta clicar na opção “Comentar Matéria”, disponível logo abaixo de cada um dos textos publicadas pelo Portal, ou ainda, enviar um e-mail para a equipe de Jornalismo do Portal. Confira os últimos comentários:


Matéria:
Congresso de sanguessugas

Comentário:

Prezado editor,

O senhor notou que a imprensa nacional em relação aos sanguessugas, principalmente a Rede Globo, pelo menos quando tive oportunidade de assistir o jornal da globo, disse que quem quisesse conferir o nome dos envolvidos que entrasse na internet. Mesmo cansado acessei a internet e por incrível que vi que não havia nenhum parlamentar do PT. ?????

Antonio Carlos

Matéria:
Déda terá mais tempo no rádio e TV que João Alves

Comentário:

Vocês não acham a que a imprensa sergipana, isto é, quase que 99 %, possui tendências ao continuismo de Dr. João Alves Filho? 
Sou paulista e moro em Aracaju a 20 anos.

Obrigado,
Antonio Carlos

Matéria:
Pesquisa revela polarização entre candidatos a governo

Comentário:

As pesquisas do Cinform são feitas, propositadamente, em Aracaju e municípios diferentes, cada vez menores. O objetivo mais do que evidente é forjar uma tendência de queda de Déda e de avanço de João. Além deste “erro”, o Cinform compõe suas amostras dando sempre a Aracaju um peso muitíssimo menor do que tem no conjunto dos municípios pesquisados. Aqui, é clara a pretenção de reduzir artificialmente a vantagem de Déda.

Estranha muito que os analistas políticos da Infonet caiam na do Cinform e cometam o mesmo “erro” primário do jornal ao comparar pesquisas incomparáveis, pelo simples, básico e elementar fato de abrangerem universos diferentes.

Aliás, nosso governador comete o mesmo “erro” ao comemorar as tendências que o Cinform fabricou, querendo ou não, para favorecê-lo. É como se alguém pesquisasse o Nordeste detectando a grande vantagem de Lula e um mês depois, analisando uma pesquisa no sul do país, chegasse a conclusão de que a popularidade de Lula caiu.

Mas felizmente, o jornalista Cláudio Nunes fez sua parte e com coragem denunciou o que está acontecendo, mais uma vez, neste Estado que infelizmente parece ter dono(s).

Favor manter sigilo da fonte

Matéria:
Bucha de Canhão

Comentários:

“Sou de Glória e recebi com indignação a última pesquisa divulgada pelo semanário Cinform, não foi publicado os resultados de glória, porém dois glorienses que são candidatos a deputados foram citados (Erlândio do seguro e Maísa Feitos).

Portanto fica claro o direcionamento, tentando mostrar um falso crescimento do candidato João Alves Filho. Aqui em Glória é claro a folgada vitória do candidato Marcelo Deda, mesmo sem ter apoio de lideranças política locais.

Solicito de vossa senhoria os reais resultados da pesquisa,

Antecipadamente agradeço.
Nataniel Barros

“Parabéns ao Jornalista Cláudio Nunes pelas suas ponderações corajosas e pertinentes sobre a forma como institutos de pesquisa atuam em Sergipe.”

Jornalista Marcelo Barbosa


“As urnas, instrumento de reação por excelência, também prometem reanimar a cidadania, impedindo que o desânimo vença. Certamente elas exigirão que as vozes responsáveis pelo combate à violência urbana cantem de forma harmoniosa, todas elas reguladas pelo respeito ao cidadão, punindo aqueles que governam executando musicais eleitoreiros.  Da mesma forma afastarão da vida política aqueles que estimulam o livre dançar da desilusão, tão-somente regendo o soberano poder do voto. As eleições servirão como doce antídoto contra o amargo veneno da desilusão. 

E através das urnas a desilusão, hoje um quase-hino nacional, se restringirá a uma triste lembrança do passado. Não deixará saudades. Ficará apenas como alerta de que um dia foi chamada “majestade”. O reino que nunca voltará. Afinal, como bem concluiu Paulinho da Viola, “meu pai sempre me dizia, meu filho tome cuidado, quando eu penso no futuro, não esqueço o meu passado”.

Da mesma forma afastarão da vida política aqueles que estimulam o livre dançar da desilusão, tão-somente regendo o soberano poder do voto. As eleições servirão como doce antídoto contra o amargo veneno da desilusão.

Mas votando em quem? cadê a renovação de candidatos esperada? os candidtos são os mesmos e somos obrigados a votar em algém!

Cadê a reforma política? que além de outras providências deveria acabar com o voto obrigatório, exigir para cada candidato uma representatividade significativa em votos para que fosse eleito ?

a desilusão ainda vai continuar por muito tempo…

Zarebe Teles

Prezado Cláudio Nunes,
Não quero achar que uma operação da Polícia Federal tenha sido meramente política, excessiva e arbitrária, mais tenho consciência que o alarde e o dinheiro gasto foi muito pra pouco ou nenhum resultado. Essa não é a primeira e nem será a última vez (nacionalmente falando) que a Polícia
Federal cerca o circo mais libera o palhaço! Sendo verdade o que vc escreveu em sua coluna, que esta operação teve suas investigações iniciadas no ano de 2004, continua linda, firme e forte, tenho que admitir que, além de muito alarde pra pouco resultado, a Polícia Federal mostrou-se incompetente pois apesar de quase dois anos de investigações agiu de forma impulsiva,
alertando os bandidos pra o que possa vir e sem subsídios para mantê-los sob
tutela!
Um grande abraço, da leitora Judith.

Matéria: 
Comunidade virtual abraça a campanha Ponte Zé Peixe

Comentário:

Sugiro que seja criada no link uma enquete com o tema PONTE ZÉ PEIXE. Justifico acreditando que essa enquete servirá para demover essa estúpida ardilosidade política de perpetuação familiar nas denominações de bens públicos. Gostaria que essa sugestão fosse informada ao jornalista
que promoveu o movimento internautico por essa belíssima e digna causa.  

Jairo Ferreira Dantas

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais