Internauta opina e comenta

0

O Portal Infonet divulga as opiniões e comentários dos leitores sobre alguns dos assuntos que repercutiram nos últimos dias. Para contribuir com as discussões, basta clicar na opção ‘Comentar Matéria’, disponível logo abaixo de cada um dos textos publicadas pelo Portal, ou ainda, enviar um e-mail para a equipe de Jornalismo do Portal. Confira os últimos comentários:

 

Matéria: Família continua em busca de responsável por atropelamento

 

Primeiro quero lamentar esta tragédia que acontece em nossa cidade quase que
diariamente. O atropelamento ou acidentes com danos materiais onde o motorista culposo evacua-se do local.
Em alguns estados existe um controle do Detran em ralação as oficinas. Todas as oficinas têm que serem cadastradas no Detran e só recebe um veículo para conserto se este tiver o laudo de ocorrência. Se a oficina for pego fazendo serviços em veículos sem este laudo, esta é fechada, multada e o proprietário ainda se responsabiliza cível e criminalmente.
São providências como esta que o Detran de Sergipe poderia promover, mas em vez disso o que acontece é um péssimo atendimento ao cidadão e cobrança de taxas absurdas.
Os custos de implantação deste cadastro é quase nulo. O Detran convocaria as oficinas a se cadastrarem e depois de um prazo determinado, faria uma busca em todas as oficinas para ver se estavam cadastradas e mensalmente a oficina entregaria ao Detran uma lista dos veículos por ela consertados.
Com certeza isso facilitaria muito a localizar motoristas que evadiram do local do
acidente. Espero estar contribuindo para um melhor transito em nosso Estado.
Miguel Carlos Leite

 

 

Matéria: Aumento dos parlamentares repercute no país todo

 

É um absurdo, mas nada inesperado. O perfil da nossa claque política é esse. Qual a diferença entre Severino e Aldo Rebelo. Absolutamente nenhuma. Apenas um é um nordestini mais sincero e o outro é do PCdo B, moralista travestido e protegido pela mídia. Analisem os canalhas que estão na mesa Diretora. Vimos outro dia o Lula reunido com Quercia, Jader Barbalho, Sarney,Renan Calheiros,Temer, ou seja, a cúpula do PMDB que a mídia continua a afirmar que é um Partido com história, portanto pode reunir um punhado de ladrões e oportunistas e discutir o futuro do Brasil. Divisão do País em Fatias. Foi sem[re assim, desde 1988, aqui e alhures.

Acho que o aumento é o retrato do Congresso, que por sua vez, é o retrato da sociedade brasileira. Lamentável, mas é verdade. Votei nulo com convicção, para negar legitimidade a essa corja e não me arrependo como Danuza Leão e outros milhões de brasileiros que cairam no conto da mídia. De qualquer forma louvo a iniciativa de abrirem-se canais para o protesto, embora isso sirva apenas para que êles digam que estamos em uma Democracia e isso já é o suficiente. O resto continua. Ladrões e oportunistas, comunistas, falsos socialistas, capitalistas selvagens, todos se abraçando como democratas de alto quilate e nós, cidadãos continuaremos a sustentá-los com nossos impostos. Esse é o nosso destino, até que resolvamos tomar vergonha e adotarmos atitudes violentas contra os responsáveis. Não tenho esperança no Judiciário nem no Ministério público que estão na mesma toada, só pensam em dinheiro para eles. Um abraço. Costa Filho

 

 

Matéria: UFS recebe R$ 4,5 milhões para melhorar infra-estrututura

 

Sou ex-aluno da UFS e fico feliz com a notícia. Mas, confesso que ficaria mais feliz ainda, se uma parte deste dinheiro fosse destinado à reformas das instalações, que a muito tempo merecem um pouco de atenção. O novo é sempre bom, mas porque tambem não conservar o antigo???

 

 

Natal Infonet

 

Adorei a criatividade de Vocês, todos da infonet estão de parabéns por nos proporcionar informações e divertimento ñ só no natal mas durante todo ano.
Valeu…  Hisleide Andrade

 

Que o espírito do Natal faça com que as pessoas que necessitam ser perdoadas por alguém estejam sinceramente arrependidas, pois isso tornará  mais fácil dar o perdão. Nadia Maria

 

 

Matéria: Setransp diz que aumento da passagem é necessário 

 

Por que não aumentar?
A passagem ficará muito cara para o povo. 30 centavos a mais no bolso de quem não precisa não faz falta, mas de quem deve somar 3,60R$ por dia sofre um grande peso no orçamento. Os terminais podem ter ganho novas fachadas e melhor serviço, mas os ônibus, apesar dos novos rodando pela cidade, em sua maioria são velhos, ruins, sujos e mal cuidados. Não podemos permitir esse aumento pois, devemos antes receber das empresas melhores condições de transporte. Só assim pode-se pensar no aumento gradativo da passagem que necessário. De Eder Malta

 

 

Matéria: A máfia do transporte “público” e outras peculiaridades

 

Não pude identificar quem menciona esse extraordinário comentário mas ainda assim extendo meus parabéns não só ao Fernando Correia como a feliz criatura que deu destaque ao texto do Fernando. Realmente, e com toda justiça, não há uma só letra que eu pudesse tirar desse comentário tecido pelo fernando. Digo tecido no pleno sentido do que é edificar de forma lúcida e suscinta um comentário ou uma crítica sobre um dado tema. Esse tema do transporte sempre me atraiu mesmo porque eu sou um usuário do sistema e vejo, se não o mesmo que o Fernando talvez até mais, que possa ter sido omitido por ele pela natureza da sua produção textual. Agora, mais que isso, cito esse texto magnificamente elaborado, cabe uma intervenção concreta sobre o suposto sistema público de transporte, se não pelo poder público, ao menos pela sociedade que é quem de fato faz uso do sistema. Minha insana imaginação ainda sonha em ver milhares de pessoas socialmente organizadas indo às ruas pra derrubar qualquer prática de abuso ao consumidor e usuário do sistema público de transporte de toda a grande Aracaju. A tarifa de 1,85 é um insulto e uma demonstração infame do desrespeito ao trabalhador, em especial ao assalariado que vive de salário mínimo. Há um limite para tudo e há grandes chances de que futuras revoltas saiam dos burburinhos dos corredores das escolas e das fábricas e atinjam as ruas. A obssessão cega da classe empresarial desse setor, o transporte, pode estar comprando além do seu próprio lucro uma sedição sem precedentes. Aracaju, se essas minhas previsões se confirmarem, pode ser palco pra ações de vandalismo e desordens por parte da parcela podre de cidadãos e de violência policial que por certo atingirá além do vandalo e do desordeiro também o cidadão de bem que por ventura venha estar reinvidicando seu direito a uma tarifa justa. O explorado só pode suportar uma carga proporcional às suas forças e nessa medida não há mais como suportar tamanha indecência por parte da classe empresarial do dito setor de transporte público. É hora, quero crer, das idéias se realizarem, da sociedade se organizar e reunir todos os interessados: Estudantes e trabalhadores que todos os dias dependem dos ônibus. Que todos larguem as escolas, as fábricas, a lojas, as industriais e mesmo o recanto de suas casas para pressionar o poder público a interver nessa pouca vergonha, acionar a justiça até a última instância pelo direito ao transporte. Por um transporte de qualidade, sem essa frota escrota que algumas empresas insistem em manter nas ruas e sem essa tarifa exorbitante que se cogita estabelecer para o início de 2007.  Alex Farias

 

Matéria:  

Empresa de energia privatizada fatura mais

 

Deve estar havendo algum engano nos números apresentados pela reportagem: a Energipe só operou privatizada a partir de 1998 e não 1988.

Também os investimentos carecem de referencia: até 2006 mas a partir de quando?

O recolhimento de ICMS é feito sobre ao faturamento de energia, que cresceu vegetativamente e também função do aumento de poder aquisitivo da população, que por si não explica o aumento dos lucros.

Agora, o aumento das tarifas, esta sim sempre de acordo com IGPM numa economia estabilizada, a administração centralizada na matriz, que atende a 4 ou 5 empresas do grupo ( aqui em SE só tem a operação), entre outras razões, é que proporcionam esse lucro enorme, que deveria ser repassado ao consumidor sob a forma de redução tarifária, pois afinal de contas trata-se de um serviço público. Quer uma sugestão? Pesquise sobre a evolução das tarifas nos últimos 15 anos. Carlos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais