Internos conseguem serrar grades e fogem do Cenam

0

Pedaço da grade foi serrada para criar passagem (Fotos: Sindasse)

Após serrar a grade, internos usaram telhado da Usipe como acesso à rua

Dia de visitas registra grande movimentação de pessoas não identificadas na unidade (Foto: Portal Infonet)

Uanderson Conceição: superlotação é motivo de fugas

No início da manhã deste sábado, 11, sete internos do Centro de Atendimento ao Menor (Cenam) tentaram fugir da unidade. Três conseguiram a fuga, e quatro já foram capturados e retornaram ao local. Os internos são provenientes da ala 7, e utilizaram o telhado da Unidade Educativa de Internação Provisória (Usipe) como acesso à rua. Na fuga, grades foram serradas para dar passagem aos internos.

Segundo o assessor de comunicação do Sindicato dos Agentes de Segurança e de Medidas Socioeducativas (Sindasse), Uanderson Conceição, a fuga foi registrada às 7h25. “Entre os 12 internos da ala 7, sete tentaram a fuga, sendo que um foi capturado pelos agentes ainda dentro da Unidade. Às 8h40, a Tropa de Choque retornou ao Cenam trazendo mais três fugitivos. A polícia continua a procura dos outros três”, afirma.

Uanderson salienta que a ala 7 é considerada uma das mais seguras, tendo passado por reformas recentes. A ala abriga os internos de maior periculosidade, e contém uma câmera de vigilância instalada na entrada. "A fuga poderia ter sido evitada se a empresa de monitoramento tivesse avisado aos agentes com antecedência", diz.

O assessor salienta outras razões que levaram à fuga. “A entrada constante de pessoas não identificadas demonstra um regime inseguro, o que possibilita os registros de fuga. A superlotação é outro fator influente, já que a unidade comporta cerca de 45, e hoje temos 80 internos. A quantidade de agentes na escala não dá conta de suprir essa demanda”, expõe.

O taxista Ailton Emanuel é pai de um dos internos capturados pela polícia, e explica que encontrou um grande tumulto ao chegar à Unidade. “Quando eu cheguei para ver meu filho, encontrei a confusão e sabia que ele estava no meio. Ele fez 18 anos aí dentro, e desde os 14 é viciado em crack. Todo mundo sabe que eles tentam fugir por que são mal tratados e espancados. Meu filho reclama desde a semana passada que está com a costela doendo por ter sido agredido”, denuncia.

Uanderson desmente a acusação. “A estrutura física do Cenam é o grande condicionante das fugas. Periodicamente acontecem os mutirões, onde os internos que já cumpriram seu período são liberados. Mas quando passa algum tempo do mutirão, o local fica lotado e eles ficam impacientes”, defende.

Fundação Renascer

Em nota, a Fundação Renascer descreve a ocorrência. Confira na íntegra: "A diretoria executiva da Fundação Renascer esclarece que no início da manhã deste sábado 11, por volta das 7h15, seis adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa no Centro de Atendimento ao Menor (Cenam) conseguiram evadir da unidade após serrarem as grades da ala 07. Destes, 03 foram reapreendidos pelos policiais militares da Rádio Patrulha, que foram acionados de imediato.

A diretoria informa ainda que a evasão ocorreu sem confronto entre os adolescentes e os servidores da unidade, não havendo feridos. A situação no Cenam está controlada e o fato será devidamente apurado.

Durante essa manhã, dia de visita familiar, estava prevista a comemoração de Dia das Mães dos internos. Por conta do ocorrido houve um atraso no início da festa, porém ela foi mantida e transcorreu normalmente. Na programação houve café da manhã, sorteio de presentes para as mães, apresentação teatral e mensagem religiosa do grupo de oração da paróquia São José Operário."

*A matéria foi alterada às 11h28 para acréscimo de nota da Fundação Renascer

Por Nayara Arêdes e Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais