Investigação sobre explosão em bancos caminha para o fim

0
Caso aconteceu no dia 4 de setembro; bandidos usaram armas de uso restrito da segurança pública (Foto: Facebook Aracaju Notícias/Arquivo Infonet)

O caso das agências bancárias que foi explodida por bandidos no início do mês de setembro, no município de Macambira, no agreste central sergippano, está próximo de ser solucionado pela Polícia Civil. As investigações estão sobre o comando de Dernival Eloi, diretor do Complexo de Operações Especiais (Cope).

Segundo o delegado, os suspeitos estão próximos de serem identificados. “Estamos diligenciando, temos algumas linhas de investigação, e esperamos dar uma resposta rápida. Pleiteamos algumas medidas junto ao poder judiciário para elucidar o caso”, comentou.

O caso

Na madrugada do dia 4 de setembro, cerca de 15 homens fortemente armados explodiram duas agências bancárias da cidade. Populares relataram ouvir muitos tiros e explosões, e a sensação foi de medo.

Os primeiros levantamentos da polícia apontaram que as armas utilizadas eram de uso restrito da segurança pública. No local, foram encontradas cápsulas de fuzil e de escopetas. O alvo foi uma agência do Banco do Brasil, mas as explosões atingiram uma agência do Banese e imóveis vizinhos. Os bandidos fugiram do local e a polícia trabalha para efetuar as prisões.

Por Victor Siqueira

Comentários