João Eloy comemora redução do número de homicídios em Aracaju

0

Foto: Allan de Carvalho: SSP/SE
Aracaju é apontada pelo Ministério da Saúde como a capital do Nordeste onde houve a maior redução no índice de homicídios, passando de 36,81 mortes por 100 mil habitantes, em 2006, para 24,20 em 2007. Os dados são apresentados numa reportagem do jornal O Globo publicado no último domingo, 6.

Segundo a matéria dos jornalistas Jailton de Carvalho e Odilon Rios, mesmo com um crescimento econômico superior à media nacional, as capitais do Nordeste vêm sendo castigadas pelo aumento da criminalidade. Mas Aracaju é, de acordo com o órgão federal, uma das excessões, junto com Teresina (PI) e Recife (PE). E a cidade sergipana foi a que obteve a maior redução das três: 12 pontos a menos.

O índice ganha mais destaque diante da situação dos estados vizinhos. Enquanto na cidade de Maceió (AL) o número de homicídios chegou a 88,07 por 100 mil habitantes – quase quatro vezes maior que o de Aracaju -, em Salvador (BA), o coeficiente mais que dobrou, passando de 20,92, em 2006, para 46,24. O índice também subiu em São Luís (MA), Fortaleza (CE), Natal (RN) e João Pessoa (PB).

Atuação

Para o secretário de Estado da Segurança Pública, João Eloy de Menezes, a redução do número de homicídios é apenas um dos reflexos do trabalho do Governo de Sergipe, através da Polícia Militar e da Polícia Civil. “Temos conseguido prender várias quadrilhas de crime organizado, mas também conseguimos prevenir e reprimir delitos simples como o furtos e tudo isso parte de um planejamento”, define.

Eloy explica que o foco nesse momento é contra o tráfico de drogas e a receptação de produtos roubados, por serem crimes que motivam outros, como o homicídio, cujas investigações estão mais eficazes. “Temos intensificado as operações e as ações preventivas contra esses ilícitos, pois, agindo assim, esperamos quebrar um ciclo nefasto, que faz jovens assaltarem e matarem para obter entorpecentes ou driblar a falta de renda”, explica o secretário.

Fonte: ASN

Comentários