João Fontes explica afirmações de Luís Eduardo Costa

0

O deputado federal João fontes contestou a matéria veiculada neste fim de semana pelo jornalista Luis Eduardo Costa no Jornal da Cidade. Fontes criticou o jornalista e o deputado federal Jackson Barreto. “Luís Eduardo sempre escreveu a serviço dos poderosos de Sergipe. Esse clone de Fernando Collor de Melo ainda acha que pode dar lição de coerência. Ninguém o leva a sério. Eu tenho o maior respeito pelos profissionais do JC, mas hoje o jornal vai passar por mais uma vergonha por causa de uma coluna que não é verdadeira”, afirmou João. O deputado afirmou que procurou João Daniel, suposto autor das afirmações do jornal. Segundo ele, Daniel afirmou que nunca falou nada do que foi veiculado. “Vou interpelar judicialmente João Daniel para que ele venha a público declarar o que me ele disse. Eu acredito que Jackson tenha dito isso porque Jackson virou o típico fofoqueiro. O Jackson que a gente conhece é uma figura pública que não tem mais credibilidade”. Fontes também disse que não faz política visando o lado pessoal. “Esqueceram de dizer o papel que João Fontes tem aqui em Aracaju. Eu trouxe mais recursos para cá do que Déda e todos os seus aliados. Eu não faço política com essa história de prejudicar o povo porque é João Alves ou Déda”. “O que realmente aconteceu é que existe um conflito em Monte Alegre por uma fazenda chamada Tanquinho. Passado um tempo, o Conselho aprovou a compra da propriedade pelo Pronese e criou-se uma briga ridícula porque se um grupo comprasse seria do PFL, se outro comprasse seria do PT. Minha única participação nesse processo foi o de intermediador”, explicou João Fontes afirmando que foi surpreendido por uma matéria caluniosa. “O que aconteceu é que agora a fazenda não foi mais vendida e 75 famílias terão que ser desapropriadas. Quem perdeu foi o Estado. Eu quero colocar o seguinte, não é nada pessoal, eu estou refutando uma matéria caluniosa. Como a matéria está assinada dizendo que quem falou foi João Daniel, eu vou interpelá-lo para que eu possa tomar as medidas legais cabíveis e vou exigir dele a retratação”, concluiu Fontes.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais