Jovem confessa que atirou em professor e se entrega

0
Delegada Thereza Simony é a responsável sobre o caso do adolescente que tentou matar o professor (Foto: Portal Infonet)

O adolescente suspeito de tentar matar o professor no último dia 12 deste mês, se entregou à polícia nesta quarta-feira, 20. O adolescente suspeito de alvejar o professor Carlos Cristian Góis Almeida, de 32 anos, se entregou na presença do seu advogado Claudionor Lima Gonçalves. O jovem foi levado ao DHPP e a delegada Thereza Simony ouviu o adolescente. “Ele assumiu o crime e que o fez sozinho. Ele admitiu ter alvejado o professor com cinco tiros”, disse a delegada.

No depoimento à polícia, o adolescente de 17 anos, informou que a motivação do crime ocorreu devido a problemas relacionados a uma prova. “Ele disse que fez uma prova no dia 7 desse mês e essa prova não condizia com uma revisão passada pelo professor dias antes. O adolescente disse que pediu uma nova chance a Carlos Cristian, que negou. Por se achar prejudicado, ele [adolescente] efetuou os tiros e com intenção de matar o professor”, explicou Thereza Simony.

Segundo a delegada, o depoimento e confissão do adolescente são importantes, mas a investigação continua. “Ainda ouviremos outras testemunhas para averiguar o caso e esclarecer outras questões. Para quando concluirmos as circunstâncias do crime, o caso seja encaminhado à justiça”, falou.

A delegada disse ainda que espera poder ouvir o professor Carlos Cristian. “Será muito importante ouvir o que o professor tem a dizer, caso ele tenha condições”, falou Thereza Simony.

O estudante foi encaminhado à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente e será encaminhado na quinta-feira, 21, para a Unidade Socioeducativa de Internação Provisória (USIP). “Acredito que amanhã será encaminhado para lá, onde ficará internado por 45 dias e eu encerrarei o processo investigativo e o encaminharei à justiça”, explicou a delegada.

Por Helena Sader e Aisla Vasconcelos

Comentários