Jovem grávida é assassinada a facadas

0

Aline Clóvis,24 anos, foi assassinada a golpes de faca(Foto: Portal Infonet)
Jovem de 24 anos, identificada como Aline Clóvis da Silva, e que segundo familiares estava grávida de 4 meses foi brutalmente assassinada na noite de domingo, 7, no bairro Coroa de Meio, zona sul da capital.

De acordo com Juliana Clóvis, irmã da vítima, ainda na noite de domingo alguns amigos de Aline ligaram para a família para avisar que a jovem havia morrido. “A gente recebeu a ligação de uma amigo de Aline dizendo que ela tinha sido assassinada por um tal de Luiz Carlos. Ela recebeu uma facada na cabeça e outra no coração” relata.

A irmã da jovem ainda relatou que as primeiras informações que chegaram a família, dão conta de que Aline tinha saído de um bar, onde estava na companhia de outras pessoas, para comprar uma quentinha. “Ela foi comprar uma quentinha e acabou demorando demais. Os amigos foram atrás dela e já a encontraram  morta dentro da casa desse tal de Luiz Carlos”, revela Juliana

As informações dão conta ainda de que Aline era natural da cidade de Itaporanga D’ajuda e estava morando em Aracaju a cerca de 6 meses. “Ela estava aqui procurando emprego e estava morando na Coroa do Meio” explica a irmã.

Jovem foi assassinada dentro dessa casa, no bairro Coroa do Meio(Foto:Portal Infonet)
Juliana ainda revelou que Aline estava separada do marido e já estava se relacionando com outra pessoa. “Ela separou de um tal de ‘Bilu’ e estava namorando com o amigo dele, conhecido como ‘Cascão’, mas até aonde a gente sabe nenhum desses dois é Luiz Carlos”, ressalta a irmã da jovem.

Aline Clóvis Santos tinha dois filhos menores e trabalhava como empregada doméstica. “Ela tinha uma menina de cinco anos e um menino de três e ainda estava grávida de 4 meses. Ela veio para trabalhar como doméstica, para poder sustentar as crianças. Infelizmente não vai poder criar os filho”, lamenta Juliana.

Delegacia

Ainda na tarde dessa segunda-feira, 8, a equipe do Portal Infonet teve a informação de que o acusado de ter assassinado a jovem esteve em um bar localizado no bairro Atalaia. A informação foi encaminhada ao Delegado, coordenador da Delegacia de Homicídios, Ewerton Santos, que constatou a presença do acusado no bar. ” Ele realmente esteve no bar, mas como ninguém lá sabia que ele estava sendo acusado de assassinar a jovem, acabou pegando o ônibus saindi tranquilamente do local”, afirma o delegado.

Por Alcione Martins e Kátia Susanna

Comentários