Juiz da Infância e Juventude deixa pasta

0

Juiz agredece a imprensa todo o apoio na divulgação do seu trabalho
O Juiz da Infância e Juventude, Antônio Magalhães, passa a exercer a função de Juiz no 2º Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Nossa Senhora do Socorro, permutando o cargo com a magistrada Rosa Geane Nascimento Santos. A saída do juiz foi motiva por problemas de saúde, mas ele não descarta a possibilidade de um dia retornar para a pasta.

“Por recomendações médicas preciso ficar em um local com menor carga emocional, mas saio com a certeza de que cumpri minha missão no Juizado da Infância e Juventude. Hoje, ele serve  de exemplo para outros juizados do país. Temos vários programas em andamento que terão continuidade nas mãos da Dra Rosa Geane, que é muito competente”, enfatizou o juiz.

A frente há oito meses da 16 ª Vara Civil,  Antônio Magalhães trouxe grandes mudanças que marcaram sua gestão, a exemplo da informatização de todo o conteúdo do juizado e programas com foco nas crianças em situação de risco e nas meninos que vivem nos abrigos.

“A Ação Civil Pública para tirar os meninos que vivem nas ruas teve excelente resultado. Sabemos que muitos deles retornam para lá, mas com este projeto fizemos seus cadastros para acompanhamento e processamos os pais. E é bom ressaltar que o problema dessas crianças não é só pobreza, mas principalmente exploração sexual”, diz ele recordando de um dos casos que mais lhe espantou, onde uma senhora explorava sexualmente 15 crianças entre 11 e 13 anos e viciava-os com entorpecentes.

Outros projetos que o juiz acredita que a sua substituta dará prosseguimento são: a visita as 400 escolas de Aracaju; a preocupação com o alto índice de crianças se alcoolizando na porta do shopping e o grande índice de crianças nos abrigos. “Neste período que estive no juizado conseguimos desabrigar 126 crianças. Procuramos ajudá-las ao convício familiar, caso o pai ou a mãe não tenham condições tentamos com parentes próximos como avós e tios. Fomos em outras cidades procurar seus parente e o resultado foi bem positivo”, diz.

Por Raquel Almeida

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais