Lagarto: jovem está desaparecida há mais de um mês

0
Acácia permanece desaparecida (Foto: Arquivo Pessoal)

A polícia continua investigando o desaparecimento da jovem Acácia de Jesus Santos, 26, que saiu de Lagarto no dia 10 de novembro e até o momento não retornou nem manteve contato com a família. Acácia foi casada com um agente da polícia civil, com quem teve um filho. No dia 10 de novembro deste ano, Acácia saiu da casa onde reside em Lagarto para Aracaju, dizendo que pegaria o filho, que estava com o pai, para levá-lo ao médico.

Recentemente, o delegado Luís Carlos Xavier, que está investigando o caso, recebeu informações de que a jovem estaria em Tobias Barreto. Uma equipe de agentes foi mobilizada e se dirigiu ao endereço citado. O local, segundo o delegado, funciona como casa de prostituição e as pessoas que estavam no local nunca viram a jovem naquele bordel. “Foi um trote passado para a família, sem respeitar a dor que todos estão sentindo”, observou o delegado.

A família continua em desespero. Uma amiga próxima informou que o telefone celular de Acácia está desligado desde o dia em que ele saiu de casa. O ex-esposo de Acácia levou o garoto para Lagarto no dia 11 de novembro e o deixou com uma das tias do menino, informando que teria encontrado Acácia no apartamento dele no dia anterior e que ela teria saído com a promessa de que voltaria, mas não retornou.

No inquérito policial, o delegado Luís Carlos Xavier já ouviu cerca de 12 pessoas, mas não identificou pistas. O ex-marido da vítima já prestou depoimento, mas todos os detalhes das investigações estão mantidas em sigilo.

As pessoas podem contribuir com a polícia. Informações devem ser transmitidas através do Disk Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança Pública pelo número telefônico 181. A ligação é gratuita, a identidade do denunciante será mantida em sigilo e o delegado faz um apelo para que as pessoas não passem trote.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais