Leão Léo, do Zoológico de Aracaju, morre aos 19 anos

Leão Léo morreu aos 19 anos de idade e era considerado um animal idoso (Foto: ASN)

O Leão Léo, do zoológico de Aracaju, morreu aos 19 anos de idade. O animal passou por exames periódicos, estava sendo acompanhado por veterinários, mas apresentou um quadro de infecção generalizada e não resistiu. A informação foi confirmada pela Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema).

O órgão explicou que Vovô Léo, como era chamado pelos veterinários do zoológico, estava sendo submetido a exames periodicamente em virtude do estado de saúde devido à sua idade avançada. Nos últimos dias, o animal apresentou edema dos membros pélvicos, taquipneia (aceleração do ritmo respiratório), dificuldade de coordenação motora e, logo em seguida, um quadro de infecção generalizada.

O Leão chegou a Aracaju, com 8 anos de idade, após ser resgatado de um circo. Na época, ele apresentava com sérios sinais de maus tratos, como má alimentação, estresse constante e machucados nas patas. No zoológico de Aracaju, o animal foi acolhido e superou a expectativa de vida de um animal saudável em ambiente natural (em média de 08 a 10 anos).

Com informações da Adema

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais