Líder de grupo que aterrorizava a zona rural de Itabaiana é preso

0
Leleu foi preso na quinta-feira suspeito de praticar assaltos na zona rural de Itabaiana (Foto: SSP/SE)

Na tarde da ultima quinta-feira, 21, policiais civis da Delegacia Regional de Itabaiana cumpriram um mandado de prisão temporária em desfavor de Wesley dos Santos, conhecido como “Leleu”, pela prática do crime de roubo. Ele é líder de um grupo que aterrorizava a zona rural de Itabaiana  praticando roubos e homicídios.

O delegado Elder Sanches, que coordenou as investigações, disse que  prisão temporária foi motivada pelo crime de roubo ocorrido no dia 9 em um  estabelecimento comercial localizado no povoado Mangueiras, município de Itabaiana.

“O bando  de Leleu, todos armados com revólveres roubaram o comerciante e os clientes, que se encontravam no bar e segundo relatos das vítimas, Leleu era o mais violento do bando, ameaçando atirar nas cabeças dos presentes”, destacou o delegado.

Segundo informações da polícia, as vítimas relataram, ainda, momentos de tortura, através de chutes, murros, inclusive com o uso de uma furadeira elétrica que era empunhada no corpo das vítimas. De acordo com a polícia, o suspeito ameaçou estuprar as mulheres caso os bens não fossem entregues.

O delegado Elder Sanches esclareceu que o preso confessou o crime de roubo e apontou os comparsas, informando que o produto do roubo foi dividido entre eles, ficando cada qual com cerca de R$ 1.000,00. Leleu também ficou com oitos celulares.

De acordo com a polícia, Leleu também confessou a prática de dois homicídios em Itabaiana,  o da vítima José Erinaldo de Jesus Dantas ocorrido no dia 22 de junho, no povoado Dendenzeiro e o homicídio de Marcondes Silva Chagas, que aconteceu no dia 29 de outubro. Wesley afirmou que a motivação da morte de Marcondes foi o não pagamento de uma venda de uma motocicleta. Já José Erinaldo morreu em decorrência de ameaças feitas a Wesley,  pois a vítima estava insinuado que ele estaria interessado em sua ex-mulher.

“Com a prisão de Wesley foi possível elucidar diversos crimes de roubos e homicídios, assim como identificar todos os membros do bando que agiam aterrorizando diversos povoados”, destacou o delegado Elder Sanches.

Fonte: SSP/SE

 

Comentários