Limpeza de lixeiras clandestinas não tem sido suficiente

0

A questão das lixeiras clandestinas em Aracaju volta à pauta. Segundo a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), diariamente é disponibilizada uma equipe exclusiva para recolhimento do lixo nestes pontos clandestinos, mas a medida na otem sido suficiente.

De acordo com a Emsurb, Aracaju possui cerca de 300 pontos de lixo. O órgão afirma que mesmo com o recolhimento freqüente, em pouco tempo mais material é colocado. Segundo o gerente de Limpeza Urbana da Emsurb, Roberto Gomes, a empresa oferece alternativas para a comunidade depositar o entulho, mas nem sempre é a solução para o problema.

“Instalamos caixas coletoras em alguns pontos de lixo, mas elas são utilizadas de forma errada. A caixa é exclusivamente para entulho, mas muitos recebem lixo domiciliar, o que provoca mau cheiro com o apodrecimento dos alimentos. Outro problema é que se torna impossível colocar uma caixa coletora em cada ponto de lixo que a população criar na cidade”, declarou Gomes.

O gerente de Limpeza Urbana cita ainda que fiscais também ficam próximos às caixas, pois o entulho é também colocado no chão, ao lado das mesmas. “Em outras vezes as pessoas colocam fogo na caixa coletora”, acrescenta. Segundo a Emsurb, no bairro Luzia, junto ao canal que divide o bairro do Ponto Novo, mesmo com a caixa coletora a menos de 50 metros, todo tipo de lixo é colocado à beira do canal.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais