Livro conta a história da Arquidiocese na construção de Aracaju

0

Monsenhor Carvalho observa encenação sobre seu livro
Pouca gente sabe, mas a Arquidiocese de Aracaju foi a responsável pela fundação da Faculdade Católica de Filosofia, que mais tarde se incorporaria à UFS. Assim como foi grande batalhadora pela defesa dos direitos trabalhistas das empregadas domésticas, fundadora do SAME. É para contar essa história que o Monsenhor José Carvalho de Souza escreveu “Presença participativa da Igreja Católica na História dos 150 anos de Aracaju”.

No livro, baseado na recolha de depoimentos e também nas próprias memórias do clérigo, é contada toda a história da Arquidiocese, desde a sua fundação, através das ações dos seus dirigentes. Nomes como Monsenhor Silveira, e Monsenhor Olímpio Campos aparecem no livro, esclarecendo o papel deles na construção da sociedade aracajuana.

O lançamento do livro aconteceu na última terça-feira na sociedade Semear, onde o Monsenhor Carvalho pôde apresentar sua obra e autografá-la para os presentes. Ilustrando passagens do livro, na ocasião foi apresentada a peça “Parabéns Aracaju”, sketch escrita por Lílian Rocha, dirigida por Denis Leão e encenada pelo grupo de teatro Arquibancada.

Algumas personalidades ilustres prestigiaram o lançamento, como o governador eleito, Marcelo Déda, o prefeito Edvaldo Nog ueira e o historiador Luiz Antônio Barreto. “O capítulo referente à contribuição da Igreja na formação da capital, desde a casa de oração São Salvador a construção da Matriz é muito interessante. Acho que esse livro vem trazer uma contribuição formidável à historiografia de Aracaju”, comentou Luiz Antônio.

 

 


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais