Lock-Out na segunda-feira

0

Greve das classes conservadoras é um fato que não se vê por aqui há muitos e muitos anos. Chama-se “lock-out” e nos anos 60 era uma palavra e um fato muito comuns.

 

Pois o comércio pretende instituir uma “greve” na segunda-feira, das 10 às 12 horas da manhã, fechando as portas em protesto contra a Secretaria da Fazenda e a instituição da TEF.

 

Os comerciantes dizem que a maquininha é muito cara para os pequenos e médios e, como o sistema ainda não foi testado em nenhum outro Estado brasileiro, eles não querem servir de cobaia.

 

A queda de braços entre as classes conservadoras e o governo do Estado já dura uma semana, causando enormes prejuízos a bares e restaurantes e outras lojas que decidiram suspender o atendimento com cartão de crédito.

 

O Ministério Público já fez uma reunião conciliatória, mas nada conseguiu. A cada dia a situação parece ficar mais complicada. Um dos dois lados – ou o comércio ou a Secretaria da Fazenda – vai ter que ceder.

Comentários