Mãe de menina pede que pais de Daniel entreguem o filho

0

Foto de Manuleke no passaporte: cabeça raspada (Foto: SSP/Divulgação)

A mãe e a vítima do estupro, que tomou grande repercussão no estado, estiveram hoje na Delegacia de grupos Vulneráveis, DAGV para receber mais uma assistência psicológica. Na oportunidade, a mãe da criança deu um relato emocionado à reportagem do Portal Infonet. Ela faz também um apelo para que os pais do acusado, Daniel Manuleke, entreguem o filho, já que o consideram inocente. O crime de estupro contra uma menina de 12 ocorreu em um retiro religioso durante o Carnaval, no município de Salgado.

Em tom de desabafo, L.D.V conta que a família está tendo uma sobrevida após o episódio envolvendo estupro de sua filha. Para ela, o fato de o acusado ainda não ter sido preso é uma afronta à dignidade da família. “Eu já não suporto mais ouvir e ver jornais, nos machucam muito. Eu já estou ficando descrente, não acredito que este rapaz seja preso. Contudo, espero que a mãe dele coloque a mão na consciência e entregue o filho, já que ela mesma deu entrevista afirmando que ele é inocente. O que foi feito com minha filha tem que ser explicado e eu faço esse apelo às autoridades, que o prendam para que a justiça seja feita”, pede.

Na escola, segundo a mãe, a criança está sendo bem aceita e não passa por constrangimentos. Na vizinhança, no entanto, as coisas são bem diferentes, mas a dona de casa está sabendo lidar com a situação e não deixa que as críticas cheguem ao conhecimento de sua filha. “A gente não está medindo esforços para poupá-la. Mas o que queremos é justiça, pois o que aconteceu com nossa família foi uma tragédia”, relata.

o inquérito que investiga o caso como uma “obra de arte”

Sobre o caso

O advogado da família, Máximo Selen, vê o inquérito que investiga o caso como uma “obra de arte” de investigação judiciária. “Ele não deixa condições de interpretações dúbias. Está sendo muito bem conduzido e da forma como ele está sendo fechado acredito que ainda essa semana, o promotor já estará recebendo o inquérito. A vinda da criança hoje ao DAGV foi uma solicitação da delegada no sentido de ter mais um laudo”, disse o advogado.

O caso

Um jovem identificado como Daniel Manuleke, de 18 anos, teria estuprado uma criança de 12 anos, durante um retiro religioso organizado por uma igreja evangélica da capital sergipana. O estupro teria ocorrido na Chácara João XXIII, localizada no município de Salgado, distante cerca de 57 Km de Aracaju.
Daniel Manuleke está foragido desde que o caso foi denunciado. A polícia já divulgou fotos do acusado para facilitar sua captura.

Por Eliene Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais