Mãe perde filho para as drogas e pede Justiça

0
(Fotos: Portal Infonet)

“Eu quero que as autoridades façam justiça, porque mais uma vida foi tirada. Meu filho tinha um futuro pela frente, poderia ter uma família. Isso é coisa de uma pessoa sem coração”. Esse é o relato de uma mãe abalada com a perda do filho.  A mãe, que prefere não ser identificada, estava na porta do Instituto Médico Legal (IML) na manhã desta terça-feira,15.

Carlos Roberto dos Santos Filho, 24 anos, foi assassinado a tiros em uma via pública situada no conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro, na região metropolitana de Aracaju. O crime ocorreu às 18h desta segunda-feira, 15.

O crime

Segundo informações da mãe da vítima, vizinhos relataram que quatro homens chegaram a pé em uma via do conjunto e realizaram três disparos de arma de fogo. Em seguida, fugiram sem deixar pistas. “Eu estava trabalhando quando recebi um telefonema que meu filho tinha levado três tiros, fiquei desesperada. Ligamos para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas eles demoraram a chegar, foi aí que uma viatura da polícia tentou levar o meu filho para o hospital. Daí o Samu chegou, reanimou ele e na estrada ele acabou falecendo”.

Carlos Roberto, 24 anos, foi assassinado a tiros em via pública do conjunto Jardim, em N. Sra. do Socorro

A luta

Carlos Roberto era usuário de drogas e já havia passagens policiais. “Eu o visitava todos os dias, porque ficava preocupada com ele. Ele era usuário de drogas e já chegou a cumprir prisão preventiva por duas vezes, em uma delas eu dei parte porque queria que ele mudasse”, relata.

Mistério

Para a mãe, a morte do filho é cercada de mistério. “Não sei dizer porque mataram meu filho. Acredito até que pode ter sido uma vingança antiga, não sei bem. É um mistério a morte do meu filho”, finaliza.

Investigação

O Departamento de Proteção à Pessoa Física (DHPP) já iniciou as investigações para apurar os autores do crime.

Por Leonardo Dias e Kátia Susanna

Comentários