Magal destaca liminar contra o Frise

0

O líder do prefeito na Câmara Municipal, vereador Magal da Pastoral (PT), destacou hoje, dia 9, na tribuna da Casa, a liminar concedida pela juíza Ana Lúcia Freire de Almeida dos Anjos, determinando a proibição da queima de ossos e carcaças de animais pelo Frigorífico de Sergipe. A liminar estabelece também que tal procedimento só pode retornar mediante “à instalação de equipamentos necessários à contenção de toda e qualquer forma de poluição atmosférica, reconhecida pelos órgãos competentes, assim como que se abstenha o requerido de lançar quaisquer despejos ou materiais em lagoas, córregos ou canais, sob pena de multa diária de 5 mil reais”, estabelece a juíza. A ação cautelar foi impetrada pelas associações de moradores do conjunto Maria do Carmo e do bairro São Carlos, uma das mais de vinte comunidades prejudicadas com o mau cheiro provocado pelo FRISE. A queima já levou centenas de crianças e adultos aos postos de saúde com problemas respiratórios e intestinais. Entre os responsáveis pela ação está o procurador do Conselho Arquidiocesano de Leigos e Leigas, João Fontes. “A gente espera que com essa liminar os proprietários do frigorífico, já que não fizeram antes com sensibilidade própria, façam através dessa medida judicial, colocando o mais breve possível os equipamentos necessários para preservar a saúde da população e o meio ambiente”, afirma o vereador. De acordo com Magal da Pastoral, a liminar da Justiça demonstra que o povo está organizado e consciente dos seus direitos. “O povo está inquieto. A população tem recorrido cada vez mais aos escritórios de advocacia, ao Ministério Público e todas as entidades que estão aí para defendê-lo, fazendo com que o Judiciário também se aperceba dessa força do povo”, afirma.

Comentários