Manicure é morta a tiros em bar no Inácio Barbosa

0
Aline trabalhava fazendo bicos (Foto: Reprodução/Portal Infonet)

Na madrugada deste sábado, 27, a manicure Aline Patrícia dos Santos, 33 anos, foi alvejada com vários disparos no bairro Inácio Barbosa. A família da vítima ainda não sabe o que pode ter motivado o crime. 

A manicure estava com amigos em um bar na Rua M do Inácio Barbosa quando aconteceu o crime. “Não sabemos o que pode ter acontecido. A única informação que temos é de que o autor dos disparos estava em um carro Fiat Idea e uma menina que estava no momento do crime desapareceu. Acho que ela deve saber alguma coisa e por isso fugiu”, afirma o irmão da vítima, Célio Henrique Santos.

Segundo informações da família de Aline, um homem identificado como Danilo ficou ferido durante os disparos. Ele foi conduzido para o Hospital Urgência de Sergipe (Huse). "A esperança é que ele se recupere e possa contar o que realmente aconteceu", diz Célio.

A equipe do Portal Infonet entrou em contato com a 3ª Companhia do 1° Batalhão para mais informações. Um policial do Posto de Atendimento ao Cidadão (PAC)  do Inácio Barbosa informou que não tinha detalhes do homicídio, pois houve troca de plantão.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) informou que o crime será investigado pela delegada Thereza Simony. Ainda foi informado que polícia não sabe qual foi a motivação do crime.

Outras mortes

O Instituo Médico Legal (IML) registrou mais quatro mortes, sendo duas por arma de fogo, uma por arma branca e um espancamento. Um corpo do sexo masculino, vítima de arma de fogo, continua sem identificação no IML. O crime aconteceu na noite da última sexta-feira, 26, no bairro Palestina em Nossa Senhora do Socorro.

A segunda vítima de arma de fogo foi Ycaro Suan Farias Martins, 23 anos, no Conjunto Eduardo Gomes, no município de São Cristovão. Também foi registrada uma vítima de arma branca do sexo masculino. O corpo foi conduzido ao IML nesta madrugada através Huse. Um corpo sem identificação também foi encaminhado ao IML através do Huse vítima de espancamento.

Por Adriana Freitas e Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais