Manifestantes fecham BR-101 após morte de homem durante ação da PRF

Manifestantes fecham BR-101 após morte de homem durante ação da PRF (Fotos: Daniel Rezende)

Moradores do município de Umbaúba e movimentos sociais fecharam a BR-101 na manhã desta quinta-feira, 26, em sinal de protesto contra a abordagem de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que culminou na morte de um homem identificado como Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos. 

Como forma de protesto, manifestantes tocaram fogo em pneus e um trecho da via está bloqueada. Eles protestam ainda pedindo de justiça pela morte de Genivaldo.

A ação da PRF foi registrada por populares e os vídeos repercutiram nas redes sociais. Nas imagens, é possível ver o momento em que dois oficiais estão tentando deter o homem que está no chão, enquanto um terceiro policial está ao lado observando a ação. As imagens também mostram o momento em que o homem está dentro da viatura da PRF e há algum tipo de gás saindo de dentro do veículo, Na sequência, é possível ver que os policiais tentam fechar o porta-malas com o homem dentro.

Laudo

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) confirmou nesta quinta-feira, 26, que uma análise preliminar do Instituto Médico Legal (IML) aponta como “asfixia mecânica” uma das causas da morte de Genivaldo.

Em comunicado, a Polícia Federal informou que a orientação central do órgão é não comentar investigação em andamento.

A ação da PRF despertou revolta na população

PRF

A PRF/SE explicou, por meio de nota, que durante ação policial na BR-101, em Umbaúba-SE, um homem de 38 anos, resistiu ativamente a uma abordagem de uma equipe. Segundo a PRF, em razão da agressividade do homem, foram empregados técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo para sua contenção e o indivíduo foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil em Umbaúba.

Ainda de acordo com a PRF, durante o deslocamento, o abordado passou mal e foi socorrido de imediato ao Hospital José Nailson Moura, onde posteriormente foi atendido e constatado o óbito. A PRF disse que a equipe registrou a ocorrência na Polícia Judiciária, que irá apurar o caso.

OAB/SE

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Sergipe informou que acompanhará, de forma vigilante, os desdobramentos das investigações. “A OAB Sergipe tem respeito pelas instituições, mas não compactua com qualquer tipo de violência ou de tortura, razão pela qual se manterá atenta à apuração da responsabilidade por quem causou a morte, respeitando a autonomia da Corregedoria da PRF, órgão com competência para apurar esses fatos”, disse a entidade.

Ainda segundo a OAB, através da nossa Comissão de Direitos Humanos, iremos solicitar, em caráter de urgência, uma reunião com a Corregedoria da Polícia Rodoviária Federal a fim de buscar informações a respeito da apuração. “Também estamos nos colocando à disposição dos familiares da vítima para dar toda a assistência necessária, sempre mantendo o respeito aos profissionais policiais e à instituição PRF”, salientou.

por João Paulo Schneider 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais