Manifestantes pedem legalização da profissão de motoboy

0
"Cansamos de trabalhar na clandestinidade", afirma mototaxista (Fotos: Portal Infonet)

Mototaxistas da capital paralisaram a rótula de acesso aos conjuntos Orlando Dantas e Augusto Franco em protesto pela legalização da profissão de motoboy. A manifestação aconteceu no início da noite desta quinta-feira, 4, e bloqueou a passagem de veículos com uma barricada de pneus queimados. Segundo os mototaxistas, a capital é a única cidade da Grande Aracaju que ainda não regularizou o ofício.

“Antes da eleição, o prefeito João Alves Filho se reuniu com a classe e prometeu que iria oficializar nossa profissão, mas até agora a gente não teve resposta nenhuma. Esse é o nosso primeiro grito de protesto, mas vamos continuar enquanto a prefeitura não se posicionar. Nós cansamos de trabalhar na clandestinidade”, afirma Adriel Simões, representante dos mototaxistas.

De acordo com Adriel, o protesto foi motivado pela grande quantidade de apreensões de motos que vem acontecendo na capital sergipana. “Hoje [4] mesmo oito motos foram presas. Um colega nosso teve que pagar R$ 320 de multa, e isso por que é a primeira vez. A partir da segunda sobe para R$ 600, da terceira é R$ 900… E por aí vai. A gente tira o nosso sustento dessa profissão, mas não somos reconhecidos. E ainda por cima, nos julgam como marginais”, desabafa.

Policiais atuaram na contenção do protesto

O mototaxista salienta as despesas e precauções da classe para o desempenho do ofício. “Estamos gastando dinheiro para adequar nossas motos, colocando o mata-cachorros e a antena para proteção contra linhas de cerol. Isso sem contar o curso de capacitação no Detran, que agora é regra. Mesmo com esse esforço para sermos legalizados, não existe contrapartida”, diz.

O protesto contou com cerca de 70 manifestantes. Segundo Adriel Simões, um grupo de 100 mototaxistas se reuniu na praça do bairro Siqueira Campos em paralelo, estendendo a manifestação. A Rádio Patrulha esteve presente à rótula para realizar a contenção, que segundo os manifestantes foi pacífica.

Prefeitura

De acordo com a secretária municipal de Defesa Social e Cidadania de Aracaju, Georlize Teles, até o momento não existe o intuito de um diálogo por parte da prefeitura. “Esta manifestação aconteceu como um protesto às operações de apreensão aos veículos irregulares. Portanto, a prefeitura está cumprindo sua função”, diz.

Ainda segundo a secretária, a discussão sobre a legalização do ofício dos mototaxistas se relaciona ao debate sobre o transporte público. “Nós não vamos legitimar uma situação irregular por que o sistema de transporte coletivo não atende a demanda. Não é oficializando o transporte individual que o problema da mobilidade urbana pode ser resolvido”, destaca.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais