Manifesto dos enfermeiros diz que projeto é discriminatório

0

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe distribuiu hoje, 9, com os parlamentares, um ofício solicitando que não fosse aprovado o Projeto de Lei 20/2006, porque “ele discrimina e desvaloriza o trabalho do enfermeiro, profissional que está 24 horas cuidando dos pacientes graves e que acumulam em sujas atividades a Supervisão da Equipe de Enfermagem e o Gerenciamento Administrativo de toda Unidades Hospitalar. Este projeto coloca o enfermeiro em condições de inferioridade em relação a outros profissionais”.

O ofício é assinado por Flávia de Oliveira Bernardes Brasileiro, diretora administrativa do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe. No manifesto encaminhado aos deputados, o Sindicato diz ter sido “pego de surpresa quando chegou o projeto de lei 20/2006, “que nos causou indignação, decepção, revolta e a certeza de que nossa forma madura de negociar tenha passado aos representantes de seu governo a falsa impressão de submissão”.

E mais adiante: “Os valores apresentados na planilha do projeto são absurdas, discriminatórias, incoerentes com o desempenho das atividades dos enfermeiros. Há a oficialização da quebra de isonomia salarial, precarizando a nossa mão de obra e o que o governo propôs é uma humilhação púiblica a nós servidores”.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais