Manuleke: defesa ainda não foi comunicada sobre denúncia

0

Segundo promotor, denúncia de estupro de vulnerável é procendete (Foto: SSP/ Divulgação)

Nesta quarta-feira, 10, o advogado Aurélio Belém, que representa a defesa do jovem acusado de estupro de vulnerável, Daniel Manuleke, informou que ainda não foi comunicado formalmente sobre a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE).

O Portal Infonet publicou na última terça-feira, 9, que o MP denunciou Manuleke por estupro de vulnerável, crime com previsão de pena que varia de oito a 15 de reclusão.

O advogado afirma que não se pronunciará até ter ciência sobre o teor da denúncia. “Primeiro vamos analisar os termos do documento antes de apresentar qualquer postura”, destaca Aurélio Belém.

Promotor

De acordo com o promotor Arnaldo Sobral, o documento dará entrada ao cartório na próxima quinta-feira, 11, quando será disponibilizado à defesa. “O inquérito foi muito bem construído, as provas são contundentes e permitem o entendimento de que o acusado de fato é autor dos crimes contra ele colocados”, diz.

Ainda segundo o promotor, o processo deverá retornar às mãos do juiz da comarca, que ficará responsável pelo julgamento. Caso Manuleke seja declarado culpado, poderá ser penalizado entre oito a 15 anos de reclusão. No entendimento do MPE, o jovem é autor do crime de estupro de vulnerável, podendo ainda responder por risco de contágio venéreo.

Crime

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP) Daniel Manuleke, na época do fato com 18 anos, teria estuprado uma adolescente, de 12 anos, durante um retiro religioso organizado por uma igreja evangélica da capital sergipana. O fato ocorreu durante o feriado de Carnaval na cidade de Salgado.

* A matéria foi alterada às 10h32 para correção de informações

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais