Marcha da Maconha acontece em Aracaju

0
Ato aconteceu na Orla de Atalaia (Foto: Portal Infonet)

Adeptos da luta pela descriminalização da maconha realizaram no final da tarde desde domingo, 19, na Orla de Atalaia, a versão sergipana da Marcha da Maconha. O evento, realizado pelo coletivo Legalize-SE, tem o objetivo de levantar a bandeira da legalização do consumo e plantio da maconha.

O organizador da marcha, Eder Lombra, explica que a exemplo de outras capitais do país, Aracaju é mais uma integrar o movimento nacional pela legalização da maconha. Do ponto de vista dele, a proibição do uso da maconha é um fracasso. “Isso não resolve o problema e não acaba com o tráfico. A repressão acaba punindo quem não é criminoso e os mais prejudicados são os jovens, negros e pobres”, opina.

Eder explica ainda que a legalização da maconha também possibilita sua exploração para fins medicinais. “O potencial médico da planta pode ser utilizado no combate ao câncer e à Aids”, diz.

Eder Lombra, organizador do evento

Estudante entedeu que legalização pode coibir o tráfico

Cartaz utilizado pelos manifestantes

O estudante Luan José dos Santos, participante do evento, entende que a legalização do uso da maconha pode trazer o fim do tráfico de tal substância. “Se as pessoas puderem ter em casa, elas não vão precisar comprar. O tráfico pode levar as pessoas a utilizarem outros tipos de drogas”, afirma.

Programação

A marcha iniciada na Orla de Atalaia seguiu até a Praça de Eventos. No local, houve debate e shows com bandas de reggae.

Por Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais