Marcha das Vadias invade o Centro da capital

0

(Fotos: Camila Alves Vasconcelos)

corpos pintados e palavras de ordem

A marcha reuniu dezenas de pessoas

Homens e mulheres juntos por igualdade de direitos. A Marcha das Vadias que ocorreu neste sábado,25, na capital sergipana uniu diferentes gêneros em favor da liberdade feminina.

Iniciada em 2011 na cidade canadense de Toronto, a Marcha das Vadias surgiu após diversos casos de estupro e violência sexual. Como comentário aos abusos, um policial afirmou que os crimes poderiam ser evitados caso as mulheres “não se vestissem como vadias”. A declaração motivou protestos mundiais, e desde então vem levantando pautas como a descriminalização do aborto e a liberdade sexual.

Thayane Rocha, representante da comissão organizadora da Marcha, ressalta que o movimento é contra a homofobia, racismo, violência e qualquer forma de preconceito.

“Foi muito importante sair às ruas e perceber a adesão das pessoas a marcha. Homens, mulheres e pessoas idosas acompanharam a marcha que cumpriu seu papel de levantar a questão da desigualdade e do preconceito”, analisa.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais