Márcio Macedo diz que o país vive momento delicado

0

Hoje pela manhã, o presidente do Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores em Aracaju, Márcio Macedo, em entrevista ao programa “Fala Sergipe”, da Rádio Atalaia AM, falou sobre as denúncias feitas por Roberto Jefferson, deputado federal e presidente nacional do PTB. Veiculadas na imprensa nacional, as declarações do parlamentar dão conta de que o tesoureiro do PT, Delúbio Soares, parava mensalidades para deputados estaduais por PL e do PP em troca de apoio ao Governo Federal na Câmara.

Macedo disse que o país vive momento delicado. Para ele existe uma tentativa deliberada de transformar este momento em um tempo de corrupção generalizada no país. “Estamos vivendo um  momento muito delicado. Como o próprio deputado Jackson Barreto disse num estado democrático de direito ao acusador cabe o ônus da prova. Eu acho que há um tentativa de transformar esse momento, em uma tempo de corrupção generalizada no Brasil, e não é isso o que está acontecendo”, declarou Macedo.

Para o presidente do diretório municipal do PT, tem que se reconhecer as ações do Governo Federal no combate a corrupção, que segundo ele têm sido constantes e eficazes. “O Governo Lula está combatendo ativamente a corrupção. As medidas adotadas têm sido implacáveis e de tolerância zero em relação à corrupção. Isso pode ser comprovado com a atitude que ele tomou de equipar a Polícia Federal e permitir que ela trabalhe livremente, mesmo que as investigações envolvam membros do PT”, ressaltou Márcio Macedo.

O petista se disse ainda preocupado com o clima que se instalou no país nos últimos dias. “Estou preocupado com o que está acontecendo. Está sendo criado um clima de pré-golpe. Acho que existe uma tentativa clara de desconstrução do governo Lula. As elites não se acostumaram a ver um operário no poder, ainda mais por um governo que tem uma posição clara do lado dos menos favorecidos. Estão querendo golpear, enfraquecer e desmoralizar o governo pensando na reeleição de Lula. As elites querem ganhar novamente as eleições para voltarem ao lugar onde estiveram durante tanto tempo”, declarou Macedo.

CPI – O presidente do diretório do PT em Aracaju falou, por fim, sobre a solicitação, por parte da oposição, da instalação da Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI). Para ele a diferença entre o PT de outrora, que era a favor das CPIs e a oposição de hoje que briga pela instalação da mesma é que na sua época de opositor o Partido dos Trabalhadores fazia oposição com responsabilidade.

Jogamos pesos em duas CPIs a de Collor e a dos Anões de Orçamento onde havia indícios claros de que alguma coisa estava errada. A CPI é um instrumento que é característico de oposições e ela pode servir para dois fins: para investigação ou para disputa política. É preciso separar o joio do trigo”. A CPI é importante, mas tem que ser usada da forma correta. Além disso, existem instituições democráticas fortíssimas que nasceram com esse fim, o de investigar, e isso deve ser levado em consideração”, finalizou o petista. 

Sobre a instalação da CPI falou ainda o presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra. Ele parece encarar com naturalidade a postura adotada pela oposição. “Em qualquer circunstância será assim, nós fizemos isso. A oposição trabalha para agitar e o governo para governar. A CPI não prejudica nem ajuda ninguém. Agora estão apresentando ela como se fosse a panacéia para todos os males”, declarou o presidente da Petrobras.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais