Marginais assaltam revendedores em Tobias Barreto

0
Jeferson: liberdade condicional por roubo (Fotos: PM/Divulgação)

Dois assaltos em apenas uma hora foram registrados em Tobias Barreto e horas depois, os policiais militares conseguiram identificar a quadrilha e, no cerco, um dos suspeitos foi preso. Na residência do comparsa, os policiais encontraram droga e parte das mercadorias roubadas, mas o suspeito fugiu e os policiais deram voz de prisão à mãe do suspeito.

Os roubos que originaram o flagrante na madrugada desta terça-feira, foram registrados na manhã da segunda-feira, 2, em dois bairros distintos na cidade de Tobias Barreto. E as prisões ocorreram depois que os mesmos suspeitos tentaram matar um rival em um outro bairro da cidade.

A mãe do suspeito está prestando depoimento na Delegacia de Polícia e garante que não sabia do envolvimento do filho com a criminalidade, segundo informações do capitão Alexsandro Ribeiro, comandante do 7º Batalhão da Polícia Militar.

Roubo e prisão

Maconha apreendida durante as perseguições

A primeira ação criminosa foi praticada contra um estabelecimento comercial no bairro Santos Dumont, onde os dois comparsas, identificados como os ex-presidiários Jeferson Silva Santos, conhecido como Magricelo, 20, e Agostinho José dos Santos, 20, chegaram em uma motocicleta, anunciaram o assalto, roubaram mercadorias e fugiram.

Cerca de uma hora depois, estes dois suspeitos abordaram revendedores de produtos cosméticos que faziam entrega no Conjunto Padre Pedro, roubaram as embalagens e fugiram. Nesta ação, Magricelo e Maluquinho teriam contado com apoio de outros comparsas que conseguiram fugir e não foram identificados.

Por volta das 19h, os mesmos suspeitos tentaram matar um rival, conhecido como Breno. Vários tiros foram disparados contra o alvo, mas Breno conseguiu fugir ileso, segundo informações do capitão Ribeiro. Os policiais do 3º BPM se articularam, fizeram o cerco no bairro Santa Rita e conseguiram êxito já na madrugada na primeira residência onde Jeferson, o Magricelo, foi localizado.

Motos roubadas encontradas em imóvel abandonado 

Na casa vizinha, onde Agostinho, o Maluquinho, reside com a família, os policiais encontraram produtos cosméticos fruto do roubo praticado contra os revendedores no Padre Pedro e também cerca de 3 kg de maconha prensada e em outra casa, um imóvel abandonado no mesmo bairro, os policiais encontraram duas motocicletas com restrições de roubo.

Com a aproximação dos policiais, Maluquinho fugiu e não foi localizado. Segundo o capitão Ribeiro, Maluquinho responde a processo judicial por tráfico de drogas e Magricelo é condenado a nove anos de prisão por roubo e estaria cumprindo pena em liberdade condicional.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais