Maternidade será inaugurada depois das eleições

0

A Sra. Dayse Kurszman, presidente da Organização Mundial da Família, recebeu a Imprensa na tarde de sexta-feira, 15, para dar explicações sobre a maternidade que a sua entidade constrói em parceria com o Estado e para dar explicações sobre o seu envolvido com cheques não honrados em Curitiba, sua cidade natal.

Ela explicou que a maternidade que está sendo construída na avenida Tancredo Neves está com o cronograma em atraso, por força do atraso de 53 dias que ocorreu com todo o material necessário à construção retido no porto de Salvador.

Ela culpou o governo federal pelo atraso, mas revelou que agora todo material está em Aracaju e a maternidade está quase pronta. No entanto, ela só vai ser inaugurada depois das eleições, “em torno de 20 dias depois do pleito”.

Para atender a pacientes de alto risco, a Maternidade deverá ter uma equipe médica que vai ser treinado pela Organização Mundial da Família por durante oito meses, a partir do início do seu funcionamento. A Maternidade está orçada em R$ 12 milhões, sendo que o Estado participa com 70% desta importância.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais