Militares fazem assembléia em prol de melhores salários

0

Mais de 400 oficiais lotam o auditório do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe na tarde nesta quinta-feira, 29, para debater medidas a serem tomadas em prol de melhores salários. Vestidos de coletes vermelhos com o nome da operação ‘Tolerância zero’, eles se preparam para sair em passeata pelo centro da cidade.  Por conta da manifestação a rua Itabaianinha, no centro já está engarrafada.

O movimento “Tolerância Zero” faz parte da campanha salarial 2009. O lema utilizado por eles em faixas diz: “A integração na Secretaria de Segurança Pública (SSP) começa pelo salário. Militares e Bombeiros lutam por direitos mais justos”.

De acordo com o presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar, capitão Samuel Barreto, a categoria luta por um tratamento igualitário. “Nossa luta é por uma equiparação no salário de todos da SSP. Enquanto um delegado ganha 15, 16 mil reais, um oficial ganha mil. Enquanto os agentes ganham 6 mil, um soldado recebe míseros 450,00”, protesta efusivo capital Samuel.

A novidade é que a reunião da Associação com o Secretário de Segurança Pública, Kércio Pinto, que estava prevista para o dia 10 de fevereiro, foi adiantada para o dia 03 a pedido da própria Secretaria. Em discurso, o Capitão Samuel parabeniza a união e a garra dos oficiais. “Não fui eu quem conseguiu isso, foram vocês. A força de vocês e a nossa união estão causando alarme e isso é uma vitória de vocês”, enfatiza.

Na pauta de discussões para a reunião com a SSP serão discutidos os temas: Inclusão da carga horária, Inclusão do nível superior e aumento de salário.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais