Ministro da Saúde vem a SE para inauguração de maternidade em Aracaju

Ministro da Saúde vem a SE para inauguração de maternidade em Aracaju (Foto: Ana Lícia Menezes)

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participou deste sábado, 25, da inauguração de uma Maternidade do bairro 17 de Março, em Aracaju. A obra foi entregue pelo Prefeito da capital, Edvaldo Nogueira (PDT). É a primeira maternidade pública do município.

Segundo a administração municipal, a unidade terá capacidade para realizar cerca de 500 partos, por mês, e funcionará como um grande complexo materno-infantil, ampliando os serviços de saúde no município e garantindo atendimento humanizado às centenas de mulheres que desfrutarão do espaço.

“A maternidade possui 50 leitos, duas salas de cirurgia, UTI neonatal, entre outros equipamentos, para que as mulheres da nossa cidade possam ser atendidas de forma humanizada, trazendo ao mundo as futuras gerações”, disse Edvaldo.

Em sua fala, Queiroga, destacou que a pasta da Saúde destinará recursos para a compra de equipamentos da maternidade. “Estamos trabalhando para fortalecer a Atenção Primária, passando pelas maternidades como esta, que atende média complexidade, construindo um futuro melhor para as crianças, e assim como destinamos recursos para a construção, também destinaremos para equipar o prédio”, disse o ministro.

A maternidade

O espaço físico da maternidade ocupa uma área superior a 76 mil metros quadrados e conta com: sala de atendimento; sala de admissão; sala de observação; sala de estabilização; 51 leitos obstétricos (alojamento conjunto); sala de cuidados intermediários para gestantes; 10 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (Utin); 10 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais Canguru (Ucin); 5 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais Canguru (Ucinca); 2 salas de centro obstétrico para cirurgia; 1 sala para esvaziamento uterino (amiu); 8 quartos PPP Centro de Parto Normal (CPN); banco de leite; banco de sangue; cartório; serviço social; central de esterilização de material (cme); unidade de nutrição e dietética lactário; farmácia hospitalar central; e necrotério.

Além da população do bairro 17 de Março, o complexo materno-infantil beneficiará, diretamente, os moradores dos bairros Santa Maria, São Conrado, Atalaia, Coroa do Meio, Aeroporto, Farolândia e toda a zona de Expansão.

Serviços

Segundo a gestão municipal, a maternidade disponibiliza diversos serviços. Dentre os principais estão o atendimento de urgência e emergência obstétrica e neonatal, atendimento de urgência com observação de até 24 horas, consulta com profissionais de nível superior na Atenção Especializada, diagnóstico por teste rápido, exames de patologia clínica, exames radiológicos, ultrassonografia obstétrica, ultrassonografia com doppler, eletrocardiograma e tococardiografia ante-parto. A população também terá acesso ao serviço de Referência em Gestação de Risco Habitual – tipo 1, centro de parto normal, ambulatório, apoio diagnóstico terapêutico, e atendimento às pacientes vítimas de violência.

por João Paulo Schneider

Com informações da PMA

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais