Monsenhor Olívio Teixeira morre no Rio de Janeiro

0

O monsenhor Olívio Teixeira, 91 anos, natural de Itabaiana, morreu na madrugada de ontem e à tarde foi sepultado no Rio de Janeiro. O religioso, que é irmão do ex-deputado e empresário Oviêdo Teixeira, foi sagrado padre pelo primeiro bispo de Sergipe, D. José Thomaz, responsável pela sua designação para o Seminário Diocesano. O monsenhor foi professor dos arcebispos D. Luciano Cabral Duarte e D. Avelar Brandão Vilela. Em Sergipe, o religioso, que tinha atuação destacada e era reconhecido por segmentos variados da sociedade, foi capelão do Colégio Nossa Senhora de Lourdes, professor da Escola Técnica do Comércio e do Instituto de Educação Rui Barbosa, além de ser o responsável pelo grande programa de reforma da Catedral Diocesana de Aracaju, na época em que era vigário dela. Ele teve como primeira paróquia a igreja do bairro São José, além de agora duas paróquias no Rio de Janeiro, onde estava atuando até recentemente. Ainda no Rio, ele trabalhou com o então bispo auxiliar D. José Palmeira Lessa, hoje arcebispo metropolitano de Aracaju. O monsenhor era muito amigo do cardeal D. Eugênio Sales, com quem mantinha um relacionamento fraternal e um convívio constante. Por Eugênio Nascimento

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais