Moradores da Coroa do Meio bloqueiam rua Aloísio Campos

0

Bloqueio foi feito em dois trechos da via (Fotos: Portal Infonet)

Moradores e comerciantes da rua Aloisio Campos, localizada no bairro Coroa do Meio estão na bronca com a Prefeitura de Aracaju e com a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) por conta de obras inacabadas.

“As obras iniciaram em outubro do ano passado e foram paralisadas em dezembro do ano passado e foram paralisadas em dezembro. O pior é que na Prefeitura a rua consta como asfaltada", reclama o comerciante Marcelo Lima.

Segundo ele, a rua Aloisio Campos é uma das principais do bairro, em que o tráfego de ônibus é intenso. “Como escavaram e não concluíram os serviços, a poeira está demais. Quem trafega atrás dos ônibus, não consegue enxergar nada”, destaca.

Rua Aloísio Campos é uma das mais movimentadas

Marcelo Lima é comerciante no local e diz não aguentar os transtornos

Na assessoria de Comunicação da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), a informação é de que “a empresa já completou grande parte da rua com a pavimentação asfáltica, mas o restante somente pode ser feito após a conclusão das obras de esgotamento sanitário por parte da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso)”.

E a assessoria de Comunicação da Deso, informou que “a empresa contratada para fazer o serviço de reposição asfáltica, a MRM, já foi acionada para que concluísse o trabalho em atendimento ao prazo de execução da obra. Ainda nesta terça-feira, uma equipe técnica iniciou a preparação do solo para receber pavimentação. A previsão é que o asfalto comece a ser colocado na próxima segunda-feira, 18".

E que, "o bairro Coroa do Meio está entre os locais beneficiados pelo Governo do Estado e Governo Federal para implantação de sistema completo de esgotamento sanitário. Toda a rede de coleta já foi implantada na área e as obras estão em fase de conclusão. Em Aracaju são 163,3 quilômetros de rede de esgoto, o que vai garantir mais saúde e qualidade de vida à população. A meta é que ao final de todas estas as obras, a cobertura de esgotamento seja dobrado na cidade, atingindo mais de 80%".

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais