Moradores de rua do Olaria convivem com fossa estourada

0
Problema atinge a rua 4, da etapa I do conjunto Maria do Carmo (Fotos: Portal Infonet)

Moradores do conjunto Maria do Carmo, localizado no bairro Olaria, estão sendo obrigados a conviver com o esgoto e mau cheiro. O problema atinge moradores da Rua 4, na etapa 1 do conjunto, que denunciam a presença de fossas estouradas, canos quebrados e vazamentos de água.

A professora aposentada, Diná Silva, que mora há 15 anos no local, conta que a situação fica ainda pior no período chuvoso. “É um mau cheiro insuportável. Dá barata e todo tipo de bicho. Quando chove, tudo fica entupido e cheio de fezes”, comenta.

A moradora conta que faz o que pode para contornar a situação. “A gente tenta limpar e jogar desinfetante, mas não tem jeito. Por conta do mau cheiro, a gente fica trancado, mas quando vem o calor, o jeito é abrir a porta. Tento jogar desinfetante, mas não resolve”, lamenta.

A aposentada Diná Silva lamenta a ocorrência do problema em frente à sua casa

Moradores reclama da fossa estourada e de canos de água quebrados resultando em vazamentos

A dona de casa, Nelma Maria Nascimento conta que a situação prejudica também as crianças. “Meus filhos vivem trancados. Criança não entende e sai pisando em tudo. Meus filhos estão com corpo cheio de ferida”, lamenta.

Para Nelma, o poder público age com descaso e não resolve a situação. “Esse problema existe há muitos anos. Equipes da Deso vem aqui, mas vão embora e dizem que depois vão resolver. Ninguém faz nada”, acusa.

Deso

A assessoria de ocmunicação da Deso informou que a empresa enviará uma equipe até o local para averigurar e resolver a situação, tanto o vazamento como a fossa estourada, na maior brevidade possível.

Por Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais