Moradores do bairro Coqueiral reclamam de transtornos

0
Motociclista reclama de buracos na avenida Euclides Figueiredo (Fotos: Portal Infonet)

Os condutores que trafegam pela avenida Euclides Figueiredo, trecho próximo a Unidade de Saúda Família (USF) Eunice Barbosa no bairro Coqueiral, estão com dificuldades por causa dos buracos na avenida. Em outros pontos do bairro, mais reclamações quanto aos buracos nas ruas.

O motociclista Jamisom de Andrade trafega pelo trecho todos os dias para chegar ao trabalho. Ele descreve a dificuldade para passar pelo local, principalmente, no período de chuva. “Essa situação já se arrasta há muitos anos, mas agora está muito complicado com as chuvas. Tem trecho que é impossível trafegar pois está cheio de buracos”, reclama.

Ainda segundo Jamisom, o risco no período de chuva aumenta. A avenida fica alagada dificultando a visualização dos buracos . “Corremos o risco de cair e se machucar, principalmente quem anda de moto. A alternativa é buscar outras ruas para evitar passar pela avenida”.

Moradores afirmam que buraco foi formado após serviço da Deso

Emurb

A assessoria de comunicação da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) afirma que os buracos existentes no trecho da avenida Euclides Figueiredo próximo à USF foram provocados por um serviço de esgotamento sanitário feito no local. A Emurb acrescenta que irá programar o serviço de recuperação para a próxima quarta-feira, 22.

Mais reclamação

Na rua Beira Rio, também no Coqueiral, moradores reclamam de um buraco na rua que dificulta a passagem de veículos. A comerciante Roseli Santos conta que o problema se arrasta há cinco meses depois de uma obra da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso).

Segundo a comerciante, a empresa cavou o buraco para colocar uma caixa de esgoto. “Eles realizaram o serviço, mas não fecharam o buraco. Quando chove alaga e quem vem de carro corre o risco de danificar o veículo, pois passa pela poça sem saber que tem buraco”, reclama Roseli.

Deso

A Deso informou que enviará uma equipe ao local ainda hoje para averiguar a situação e resolvê-la na maior brevidade possível.

Por Adriana Freitas e Kátia Susanna

*A matéria foi alterada às 15h40 para acréscimo de informações por parte da Emurb

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais