Moradores do Bugio reclamam de problemas na avenida A

0

Situação da avenida A, no conjunto Bugio, continua incomodando moradores (Foto: Portal Infonet)

Joel Menezes reclama do serviço feito pela empresa municipal (Foto: Portal Infonet)

Marlon Andrade fala que poeira prejudica seu estabelecimento comercial (Foto: Portal Infonet)

Quem vive na avenida A, no Bugio, continua reclamando da assistência do poder público diante dos problemas estruturais que afetam as ruas do conjunto. Antes, o convívio com esgoto a céu aberto e buracos nas vias oferecia um risco à saúde e à segurança dos moradores. A Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) encontrou na areia uma solução, que acabou gerando outro problema: o contato da população com a poeira.

Joel Menezes reclama do serviço feito pela empresa municipal. “Não colocaram asfalto nos buracos e esgoto, o que fizeram piçarra. Quiseram resolver o problema, mas criaram outro. Acabamos convivendo com muita poeira e sujeira todos os dias, além do mau-cheiro, que não melhorou em nada”. 

Marlon Pedro Andrade, comerciante, se queixa do excesso de areia, que se alastra toda vez que um veículo passa pela rua. “Não mudou muito em relação ao que estava. Eu tenho padaria aqui, a terra fica bem na frente do meu estabelecimento e isso prejudica o comércio. Fica tudo sujo, toda hora precisamos limpar”, reclama.

A assessoria de Comunicação da Emurb informou que o líquido exposto era originado de problemas na rede de drenagem, o que já foi resolvido, e que a programação da operação tapa-buraco desta semana contempla o local. A justificativa do órgão é de que o fornecedor de asfalto atrasou a entrega do material, deixando alguns serviços acumulados.

Por Victor Siqueira e Jéssica França

Comentários