Moradores pedem auxílio ao MP para taxa de esgoto

0
Edson Gomes diz que a comunidade vai aguardar a audiência (Foto: Arquivo Infonet)

Moradores do bairro São Conrado estiveram no Ministério Público Estadual (MPE) nesta segunda-feira, dia 02 de junho. O objetivo foi tentar uma audiência com a direção da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) que reclama da taxa de esgotamento sanitário, fixada em 80% do valor da fatura referente ao consumo de água potável.

Após conversar com a promotora Euza Missano, ficou agendada uma audiência com representantes da Companhia para o dia 10 de junho às 11h. Antes, o MPE irá solicitar a presença de um engenheiro da instituição para avaliar o local.

De acordo com o presidente da Associação de Desenvolvimento do bairro São Conrado, Edson Gomes da Silva, conhecido como Pelé, a população pede a redução da taxa. “Implantaram essa rede há dois anos só que ninguém utiliza. Queremos a redução da taxa para 40% assim como é no Orlando Dantas e só iremos pagar depois que o serviço for prestado adequadamente”,

População reclama de esgoto a céu aberto (Foto: Edson Gomes)

A comunidade pretende aguardar a audiência, mas caso não haja entendimento com a direção da Deso, a população irá realizar novos atos. “Pretendemos aguardar a posição da Deso na audiência, agora se não houver solução, a manifestação vai continuar e vamos fazer atos cada dia em que o Brasil jogar”, afirma.

Protesto

Indignados com a situação, os moradores realizaram um protesto na última sexta-feira, dia 30 de maio, onde fecharam a ponte sobre o rio Poxim, na avenida Heráclito Rollemberg.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários